Camisas de Futebol » Top 5 melhores jogadores africanos da história

Top 5 melhores jogadores africanos da história

by Gustavo Navarro
Top 5 melhores jogadores africanos da história
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Em homenagem à Copa das Nações Africanas e atendendo a pedidos de alguns internautas, separamos os 5 melhores jogadores africanos da história na nossa opinião. Veja a lista:

 

1 – George Weah (Libéria) –

5 melhores jogadores africanos da história, George Weah

 

Sua temporada mais marcante foi a de 1995 atuando pelo Milan, foi o primeiro e único jogador de futebol africano a conquistar tanto o prêmio de melhor jogador dado pela Fifa, como a Bola de Ouro, além de ter levado seu clube a conquista do Scudetto (Série A italiana) naquele ano.

Seu estilo de jogo era único, com um dominio de bola que beirava a perfeição e sua velocidade mortal, foi o herói do Milan na conquista do scudetto de 1995.

Um fato muito interessante é que depois de encerrar a carreira como jogador, Weah sonha em ser presidente da Libéria

Clubes que vestiu a camisa: Young Survivors Clareton (Libéria), Bongrande Company (Libéria), Mighty Barolle (Libéria), Invencible Eleven (Libéria), Africa Sports (Costa do Marfim), Tonnerre Yaoundé (Camarões), AS Monaco (França), Paris Saint Germain (França), Milan (Itália), Chelsea (Inglaterra), Manchester City (Inglaterra), Olympique de Marselha (França) e Al Jazira (Emirados Árabes).

 

2 – Didier Drogba (Costa do Marfim)

5 melhores jogadores africanos da história, Didier Drogba

Considerado por muitos o maior jogador da história do Chelsea, o marfinense que conquistou muitos titulos pelo clube foi apelidado de “O Rei de Londres”, também vestindo a camisa azul da equipe londrina, recebeu o Prêmio de artilheiro do século.

Idolatrado em seu país,  em março de 2007 o craque literalmente  parou a guerra cívil que a Costa do Marfim vivia, na época, o craque exigiu que a partida fosse disputada em Bouaké, que era conhecida como a capital dos rebeldes de origem islâmica e teoricamente mais pobres que enfrentavam o exército do governo, ao sul do país, ligado ao cristianismo e teoricamente ligado aos mais ricos.

O jogo no Bouaké Stadium uniu rebeldes e simpatizantes ao governo durante um período de cessar fogo. Um tanque rebelde conduziu a seleção liderada por Drogba ao estádio.

Na tribuna do estádio, o presidente Laurent Koudou Gbagbo ficou ao lado do guerrilheiro Guillaume Kigbafori Soro, que hoje é primeiro-ministro do país. A Costa do Marfim goleou Madagascar por 5 a 0. No dia seguinte, os jornais marfinenses noticiavam: “Cinco gols para acabar com cinco anos de guerra”.

Clubes que vestiu a camisa: Le Mans (França), Guingamp (França), Chelsea (Inglaterra), Shangai Shenhua (China) e Galatasaray (Turquia).

 

3 – Samuel Eto´o (Camarões)

Samuel Eto'o

Seria extremamente injusto, considerar o Barcelona ou a Inter de Milão como clube que o craque mais brilhou, pois em ambos os clubes ele conquistou muitos títulos e prêmios individuais.

Pelo Barça, vale mencionar a temporada de 2008/2009, onde conquistou a tríplice coroa, marcando um dos gols da equipe catalã na final da Champions. (La Liga, Copa do Rei e Champions League)

Pela Inter de Milão, após ter sido trocado por Ibrahimovic, provou que tinha estrela e novamente conquistou a tríplice coroa na temporada de 2009/2010, sendo assim o único jogador a ter conseguido isto por dois anos consecultivos.

Clubes que vestiu a camisa: Kadji Sports (Camarões), Real Madrid B (Espanha), Leganes (Espanha), Mallorca (Espanha), Barcelona (Espanha), Inter de Milão (Itália), Anzhi (Rússia) e Chelsea (Inglaterra).

 

4 – Roger Milla (Camarões)

Roger Milla

Muito conhecido por sua habilidade e velocidade, o craque camaronês, foi responsável por levar camarões até as quartas de final da Copa do Mundo de 1990 (na Itália), fazendo assim de Camarões o primeiro país da Africa a chegar tão longe em Copas.

Milla fez quatro gols na Copa, comemorados com uma sambadinha que, segundo ele, era uma homenagem ao brasileiro Careca e a inspiração que o futebol brasileiro, levou na epóca das excursões do Santos de Pelé.

Foi na Copa de 1994 que definitivamente entrou para história do futebol, após marcar o gol de honra de sua seleção na partida contra a Rússia, (que terminou com o placar de 6×1 a favor dos Russos), no auge de seus 42 anos de idade, sendo assim o mais velho atleta a disputar e marcar gols em uma Copa do Mundo.

Clubes que vestiu a camisa: Eclair de Douala (Camarões), Leopard de Douala (Camarões), Tonnerre Yaounde (Camarões), Valencianes (França), Monaco (França), Bastia (França), Saint Etienne (França), Montpellier (França), JS Saint Pierroise (França), Pelita Jaya (Indonésia) e Putra Sumarinda (Indonésia).

 

5 – Jay Jay Okocha (Nigéria)

Jay Jay Okocha

Okocha ou Jay Jay como ficou conhecido após brilhar no PSG é uma unanimidade em seu país e considerado por todos o maior craque da história do futebol da Nigéria, foi ele um dos responsaveis pelo maior conquista da seleção (medalha de ouro na Olímpiada de Atlanta 1996).

Com passagens marcantes pelo futebol alemão, francês, turco e inglês, o nigeriano sempre foi o líder em assistencias e é querido por todos os clubes que passou.

Clubes que vestiu a camisa: Enugu Rangers (Nigéria), Borussia Neurkicken (Alemanha), Eintracht Frankfurt (Alemanha), Fenerbahçe (Turquia), PSG (França), Bolton (Inglaterra), Qatar Sport Club (Qatar) e Hull City (Inglaterra).

 

Concorda com a lista? Na sua opinião faltou algum jogador?

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar