Camisas de Futebol » Bancos dominam patrocínios máster no Brasileirão 2019

Bancos dominam patrocínios máster no Brasileirão 2019

by André Coutinho
Bancos dominam patrocínios máster no Brasileirão 2019
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Os patrocinadores estão no futebol há muito tempo. Desde 1948, quando o Bangu resolveu trocar seu escudo pelo logo da fábrica Bangu numa excursão pela Europa, ou então, desde 1973, quando o Eintracht Braunschweig estampou a marca da Jägermeister, no que é considerada a “origem oficial” dos patrocinadores no futebol, vemos diversas empresas, entidades, entre outros investindo no futebol, o esporte mais popular do mundo.

E o que vimos neste período foi que o negócio realmente deu certo. Hoje, são quase 0% as equipes no mundo todo que não possuem uma marca estampada em sua camisa, isso quando não possuem tantos que a camisa vira um verdadeiro “abadá”.


E o mais interessante é que em cada país existem setores que comandam o mercado, como por exemplo na Inglaterra, onde as casas de apostas aparecem em 60% das equipes da Premier League e Football League Championship.

Mas e no Brasil? Qual o setor com mais representantes que investem em aparecer nas camisas dos clubes em sua região nobre, o chamado patrocinador máster?

Historicamente, é curioso se observar como desde 1987, quando a Coca-Cola dominou o futebol brasileiro patrocinando a Copa União, os setores que mais se destacavam foram se alterando, seja pelo momento do país, as tendências, a economia, tudo. A Folha de São Paulo, inclusive, fez um artigo bem bacana, relacionando as mudanças no mercado de patrocinadores com os períodos em que ocorreram nos últimos 30 anos, explicando a evolução econômica do país. Quem quiser conferir na íntegra, pode clicar aqui.

Vamos falar de atualidades. Fizemos o levantamento entre os patrocinadores máster das 20 equipes que disputam o Brasileirão 2019 e chegamos a um ranking final de setores do mercado, que você confere abaixo:

Setores que patrocinam os times do Brasileirão 2019

 

Campeã: Bancos

Bancos dominam patrocínios máster no Brasileirão 2019

Os bancos, historicamente, sempre gostaram de aparecer nas camisas dos times brasileiros. Todos os 18 clubes que mais estiveram na Série A do Brasileiro desde 1987 foram patrocinados, em algum momento, por instituições financeiras. Em 2011, por exemplo, o BMG dominou o mercado, aparecendo nas camisas de 11 equipes diferentes, incluindo o campeão da Libertadores – Santos. Era um momento em que a economia do Brasil crescia, com expansão do consumo. O banco surfava na maré boa com sucesso na sua operação de crédito consignado.

Em 2012, a Caixa Econômica Federal assumiu o posto, ultrapassando a BMG, e foi líder de mercado até o ano passado. A estatal chegou a patrocinar 25 equipes as Séries A e B ao mesmo tempo, mas hoje saiu do futebol.

Atualmente, o momento é dos bancos privados e digitais, que estão cada vez mais presentes no cotidiano, com investimentos cada vez mais agressivos. No Brasileirão, são nove equipes a estampar a marca de um banco em suas camisas, sendo cinco bancos diferentes.

O BMG é o líder, com três. Após um tempo sumido, resolveu investir novamente no futebol e neste ano fechou com Corinthians, Vasco da Gama e Atlético-MG.

O Banrisul, estatal do Rio Grande do Sul, patrocina há anos a dupla Gre-Nal. O curioso por lá é que as duas equipes costumam compartilhar os patrocinadores, pois as empresas temem perder clientela caso escolham apenas um.

Com duas equipes também, temos o banco Digi+, presente nas camisas do Athletico-PR e do Cruzeiro a partir de 2019. BS2, no Flamengo, e Inter, no São Paulo, completam os bancos digitais, sendo este último há mais tempo no tricolor paulista.

Financeiras

Camisas do Palmeiras 2019 PUMA

As financeiras aparecem com uma representante, porém, QUE REPRESENTANTE. A Crefisa, desde 2015 no Palmeiras, é atualmente a maior patrocinadora do futebol brasileiro, sendo responsável em grande parte pelo atual sucesso e pela montagem do elenco estrelado do verdão.

Alimentos

Terceira camisa azul da Chapecoense 2018-2019 Umbro

Um setor que á teve muitos dias de glória, mas hoje não costuma mais investir nas principais equipes do país. Nos anos 90, o setor ficaria marcado pelos investimentos no esporte, principalmente com a Parmalat, que firmou parceria com o Palmeiras, posteriormente, com o Juventude, abrindo uma porta gigantesca para outras empresas, como a Batavo, Mabel, Cirio e Bauducco aparecerem em camisas importantes do futebol.

Hoje, apenas a Aurora, empresa de Chapecó, aparece na elite do futebol brasileiro, justamente na camisa da Chapecoense, e há mais de 10 anos.

Home Center

CSA Carajás

Outro setor que já deu suas caras no mercado futebolístico é o de home center. Se antes algumas empresas já injetaram bastante dinheiro nas camisas brasileiras. Atualmente, somente a Carajás representa o setor, na camisa do CSA.

Sem patrocinador máster fixo

Vivemos um período pós recessão da economia brasileiras, o que fez com que as empresas diminuíssem seus investimentos. Isso também justifica a grande presença das estatais anos atrás. Enquanto o mercado se recupera, muitos times continuam com dificuldades para encontrar parceiras, muitos deles “órfãos” da Caixa. São oito equipes na elite brasileira sem um patrocinador máster fixo: Bahia, Avaí, Goiás, Ceará, Fortaleza, Fluminense, Santos e Botafogo. Um jogo ou outro, essas equipes atuam com um patrocínio estampado na camisa, mas até o momento, de forma pontual.

► Compre camisas de futebol na FutFanatics

O que achou dos bancos serem os maiores patrocinadores máster no futebol brasileiro atualmente?

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar