Bangu AC e a Fábrica Bangu: pioneirismo no patrocínio de camisas de futebol

Apesar do Eintracht Braunschweig, da Alemanha, ser reconhecido mundialmente como o primeiro clube a ter um patrocínio oficial na camisa, foi o Bangu AC que foi pioneiro no marketing esportivo deste tipo, mesmo que de maneira informal.

Em 1948, o clube carioca inovou e aplicou a logomarca da Fábrica Bangu, no lugar do seu escudo, burlando assim uma proibição da FIFA, que nada pode fazer, já que o clube e a fábrica possuíam o mesmo nome.

Desta forma, este foi o primeiro patrocínio na história do futebol na camisa de um clube. Além disso, com essa camisa o Bangu se tornou o primeiro time a ter um terceiro uniforme de jogo.

Teixeirinha e Zizinho com a camisa com o logo da Fábrica Bangu

Foi com esta camisa que o Bangu foi um dos clubes brasileiros que mais excursionou pelo mundo durante décadas, tudo isso bancado pela maior fábrica de tecidos da América Latina, que bancou inclusive a contratação de Zizinho, um dos melhores jogadores do mundo na época.

Duas lendas: Domingos e Ademir da Guia vestiram a clássica camisa do Bangu

Mas engana-se quem pensa que a fábrica Bangu era apenas um patrocinador do Bangu Atlético Clube, a ligação era muito mais profunda, isso porque o clube foi fundado por funcionários britânicos que trabalhavam na fábrica no ano de 1904.

A antiga Fábrica Bangu não existe mais, hoje o espaço abriga o Bangu Shopping, mas a caixa d’água com o logo da fábrica permanece no local

 

Inspiração no Southampton

Após a criação do Bangu em 1904, as cores escolhidas para a camisa foram o vermelho e branco, em homenagem à São Jorge, padroeiro da Inglaterra, mas há também a versão de que os funcionários do clube eram torcedores do Southampton FC, clube inglês fundado em 1885.

De fato, as camisas dos dois clubes são muito parecidas, e esta versão tomou força em 2015, quando o Bangu lançou – junto com a WAsport – uma camisa inspirada no Southampton, na ocasião o azul que era usado no kit reserva inglês foi utilizado.

Camisas do Bangu 2015 WA Sport Southampton

 

Por que tem um castor na camisa do Bangu?

Desde 1981, o castor em referência a Castor de Andrade é aplicado na camisa do Bangu AC

Outra curiosidade envolvendo o Bangu, é que suas camisas, desde os anos 80, possuem um castor aplicado geralmente no lado direito do peito.

Este castor é uma homenagem ao bicheiro Castor de Andrade, um dos mais conhecidos e poderosos organizadores do jogo do bicho no Brasil e presidente de honra e grande financiador do clube durante décadas. Com a aplicação do Castor de forma oficial em 1981, o Bangu foi também o primeiro clube a aplicar seu mascote na camisa em todo o mundo.

O site Bangu.net explica a introdução do castor na camisa banguense:

“Em 1981, muitos críticos esportivos diziam que faltava ‘peso na camisa’ ao Bangu para enfrentar os grandes times do país. Talvez por isso, Castor de Andrade tenha colocado um adereço novo no uniforme alvirrubro. Se do lado esquerdo estava o distintivo desenhado em 1904 por José Villas Boas, do lado direito, agora, aparecia a mascote do time, justamente um castor, simbolizado por um simpático roedor preto, de cauda longa e empinada, em belíssima e eterna homenagem ao patrono.”

Agradecemos o Felipe Jaymes que nos trouxe esta sugestão de pauta.

Compre camisas do Bangu na Fut Fanatics

Gostaram das histórias referentes à camisa do Bangu AC, da Fábrica Bangu, da inspiração no Southampton e do castor de Castor de Andrade?