Camisas de Futebol » Crawley Town lança terceiro kit como NFT

Crawley Town lança terceiro kit como NFT

by Juliano Buzato
Compartilhe este link em suas redes sociais:
Foto de capa/Crédito: Andrew Skudder do Reino Unido, Broadfield Stadium - Arquibancada Oeste, CC BY-SA 2.0

As camisetas de futebol estão sempre evoluindo em termos de estilo e forma como são feitas.

Os clubes têm kits de camisetas oficiais, reservas, camisetas três ou até quatro, pois buscam maximizar a receita dos patrocinadores e torcedores. Algumas delas, como a terceira camiseta do Criciúma EC, são declarações marcantes que encantam os torcedores. Outras, como o uniforme alternativo do AC Milan da temporada passada, não.

O Crawley Town, da English League Two, ultrapassou os limites das camisetas de futebol esta temporada, lançando de forma única o seu terceiro kit; elas estarão disponíveis para os torcedores que comprarem os modelos exclusivos e uma NFT na loja do clube. Isso significa que os torcedores só podem adquirir o kit comprando a criptomoeda Ethereum e, em seguida, comprando um NFT lançado pelo clube, ao preço de $ETH 0.3, ou R$ 2608. Certamente não é barato, mas o lançamento inicial rendeu ao clube mais de £3 milhões (R$ 18,5 milhões). O lançamento por si já causou certa controvérsia, mas assim como o Correio destacou as preocupações contínuas em torno da segurança das criptomoedas, há também preocupações mais amplas para os torcedores considerarem.

Crawley Town

Foto: Divulgação/officialcrawleytownfc

O clube é de propriedade da WAGMI Utd, uma empresa de criptomoedas que busca mudar a forma como os torcedores interagem com o clube. Esse também é o mantra dos fornecedores de outro produto, os fan tokens Socios, que temos visto crescer no futebol brasileiro ultimamente. Um fan token é um ativo digital, assim como um NFT, mas com uma diferença sutil. Em primeiro lugar, eles são muito mais econômicos e fungíveis, o que significa que cada fan token que esteja conectado a um determinado clube tem o mesmo valor, que pode subir ou descer. Eles são uma grande novidade na Europa e foram adotados pelos times de São Paulo.

A Socios é a empresa que recentemente comprou parte do negócio de conteúdo digital do Barcelona, o que destaca ainda mais o valor dos ativos digitais no futebol. Somos Fanaticos revela que os gigantes catalães estão lutando financeiramente neste verão e encontraram resistência ao tentar registrar grandes estrelas como Robert Lewandowski. Isso levou à venda de parte de seu negócio de conteúdo digital, um ano depois que a venda de seu fan token os ajudou no valor de US$1 milhão (R$ 5,12 milhões). No entanto, o Barcelona não tentou lançar uma camiseta da maneira única como o Crawley Town fez.

Será este o futuro das vendas de camisetas de futebol? O Crawley Town não é um grande nome no futebol mundial, de modo que seu lançamento foi recebido com resistência em algumas áreas do futebol inglês. Os fan tokens provaram ser populares porque se tratam de uma escolha e são acessíveis; você não perde nada por não possuir um, mas, caso possua, certamente terá bons benefícios. Entretanto, o método de distribuição do terceiro kit do Crawley significa que muitos fãs jovens provavelmente perderão com os preços tão altos do NFT. Acabou tornando-se uma escolha impopular, como se o NFT estivesse sendo forçado aos fãs, ao contrário da escolha oferecida pelo fan token.

► Compre camisas de futebol na FutFanatics

As camisetas de futebol estão se tornando mais populares globalmente, já que o mercado de camisetas retrô está se expandindo e é cativante comprá-las, colecioná-las e vesti-las. A mudança do Crawley Town colocou um ponto nessa história e resta agora saber como os fãs reagirão a longo prazo.

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar

Este site usa cookies para garantir que você tenha uma melhor experiência. Aceito Leia Mais!