Camisas de Futebol » Em litígio com a Nike, Chile deve ter uniforme tampão nas Eliminatórias

Em litígio com a Nike, Chile deve ter uniforme tampão nas Eliminatórias

by Juliano Buzato
Chile KS7 Eliminatórias
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Enfrentando um grave problema com a Nike, a Seleção do Chile chegou a jogar a Copa América, tampando o logo da fornecedora em sua camisa com a bandeira nacional, e agora, segundo portal de notícias do país, a equipe deve vestir um uniforme tampão nas Eliminatórias da Copa 2022, fabricados pela fornecedora local, KS7.

A informação foi trazida neste final de semana pela RedGol que afirma que nos jogos contra Brasil, Equador e Colômbia, a equipe vestirá um material esportivo tampão, criado pela fornecedora KS7, que atualmente é parceira do Cobresal, Universidad Concepción, entre outros clubes do país.


As camisas preparadas para as Eliminatórias, devem vir sem o logo da fornecedora, já que a ANFP, Federação Chilena de Futebol, está pagando por essas peças que serão usadas provisoriamente. A ideia dos dirigentes é ampliar seu protesto contra a Nike, deixando de usar qualquer peça fabricada pela fornecedora, que está em litígio com a Federação.

Por que o Chile está jogando com a bandeira cobrindo o logo da Nike

Todo o imbróglio iniciou no ano passado, quando a Nike deixou de repassar a cota de patrocínio de julho de 2019 até julho de 2020, iniciando um processo judicial movido no Chile e também nos Estados Unidos.

A Nike alega que está no seu direito de não repassar o montante, já que por contrato, seriam necessários ao menos dez partidas durante o período, mas por conta da pandemia de Covid-19, as mesmas tiveram que ser canceladas, sendo realizado apenas quatro jogos. A Federação alega que as partidas não aconteceram por motivos de força maior, e assim deseja receber normalmente o valor devido.

Chile já teve problemas com outras fornecedoras

Chile protesto Brooks 2007

Chile faz protesto contra a Brooks em 2007

Esta não é a primeira vez que a ANFP entra em litígio com uma fornecedora. Em 2007, quando a Federação possuía contrato com a Brooks, a Seleção acabou jogando dois amistosos com outras camisas, sem o logo da fornecedora.

Depois disso, mais recentemente, houve problema com a PUMA, e o acordo foi rescindido antecipadamente após a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Na ocasião, a Nike substituiu a marca alemã.

► Compre camisas de futebol na FutFanatics

► Compre camisas de futebol na FutFanatics

O que acharam da Seleção do Chile vestir uniformes provisórios feitos pela KS7 durante as Eliminatórias da Copa do Mundo 2022? Compartilhe o link nas redes sociais!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar

Este site usa cookies para garantir que você tenha uma melhor experiência. Aceito Leia Mais!