Camisas de Futebol » Corinthians evitará cores diferentes e quer camisa com poucos patrocínios

Corinthians evitará cores diferentes e quer camisa com poucos patrocínios

by Juliano Buzato
Camisa do Corinthians patrocínios
Compartilhe este link em suas redes sociais:

No final do ano passado, Duílio Monteiro Alves foi eleito presidente do Corinthians para o próximo triênio e uma de suas principais ações até o momento, foi a nomeação de José Colagrossi Neto, como superintendente de marketing do clube. E em suas primeiras entrevistas, o dirigente afirmou que em sua gestão o Timão evitará cores não tradicionais e caminhará para ter uma camisa “limpa”, aposentando o famoso “abadá”, que tem comumente sido utilizado pela equipe nos jogos.

Colagrossi tem um currículo de destaque, com formação em marketing em universidades norte-americanas e tendo sido durante 11 anos diretor executivo da IBOPE Repucom, uma das líderes globais em pesquisa de marketing esportivo, e sua chegada ao futebol tem criado grande expectativa na torcida corinthiana, pois o mesmo traz ideias diferenciadas do que é realizado atualmente pelo clube e no futebol brasileiro em geral.


Em poucos dias no cargo, José Colagrossi já agitou o dia a dia do clube com diversas afirmações, entre elas, algumas que tem relação com o uniforme do clube, que veste Nike desde 2003. Em entrevista à rádio Bandeirantes, ele disse que o Corinthians, à médio-longo prazo, vai evitar lançar camisas com cores diferentes do tradicional preto e branco.

“Eu adoro marketing, sou professor de marketing, fui para os Estados Unidos, é a minha área. Todo marqueteiro adora criatividade, coisa bonita, e coisa nova, principalmente. Todo marqueteiro quer ser o primeiro a fazer isso ou aquilo. Entendo isso, respiro esse mesmo ar. Mas, quando você desenha uma camisa de futebol, aquela que o time joga, você tem de ter um respeito às tradições”, afirmou Colagrossi.

“Vamos usar a criatividade, mas, no final, o clube tem um DNA, um sangue, uma tradição. Não dá para você fazer coisas esteticamente bonitas que não têm o DNA do clube. A gente precisa ficar atento a isso. A gente precisa respeitar isso, para que as coleções futuras, principalmente as que vão ser planejadas a nossa gestão, 2022/23/24, porque a 2021 já está pronta, nós temos de respeitar o DNA do clube, o DNA corintiano, desse bando de loucos, porque senão nós vamos lançar uma camisa que a torcida não goste. E isso é um problema”, completou.

Nesta segunda-feira, Colagrossi deu outra entrevista relacionada aos uniformes do clube, agora para o portal “Meu Timão”. Em entrevista ao repórter Marco Bello, o superintendente de marketing do Corinthians afirmou que seu objetivo, a longo prazo, é deixar a camisa do clube mais limpa, se possível, com apenas um patrocinador.

“Bom, como você sabe, antes de começar no Corinthians eu trabalhei durante 11 anos no Ibope Repucom, que é a maior empresa global de pesquisa e marketing esportivo. E quem me acompanha, já ouviu de mim essa frase um milhão de vezes, que em patrocínio esportivo menos é mais”, comentou Colagrossi.

“O modelo ideal, que é o nosso objetivo lá na frente, é uma camisa com um patrocínio máster, o escudo do clube e a marca do material esportivo… A estratégia é, longo prazo, lá na frente, sim. É ter um patrocinador máster, com o escudo do clube e a marca do material esportivo. É uma jornada. A gente vai caminhar nessa direção. Não vamos chegar em 2021, provavelmente não vamos chegar em 2022, mas vamos chegar em 2023 com uma camisa mais limpa”, prometeu o dirigente ao portal “Meu Timão”.

► Compre camisas do Corinthians na Fut Fanatics

O que acha do Corinthians querer evitar camisas coloridas e ter como objetivo ter apenas um patrocinador estampado na camisa no futuro? Compartilhe o link nas redes sociais!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar