Camisas de Futebol » Curiosidades sobre as camisas do Grêmio

Curiosidades sobre as camisas do Grêmio

by André Coutinho
Compartilhe este link em suas redes sociais:

No dia 15 de setembro é comemorado mais um aniversário do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, uma das equipes mais populares do Brasil e dono de uma das mais vitoriosas camisas do futebol brasileiro nos últimos anos.

Para celebrar mais um aniversário do Imortal, resolvemos listar algumas curiosidades sobre os mantos que fizeram a história do tricolor gaúcho. Confira abaixo!

Primeiro uniforme do clube era azul celeste e “havana”

Primeiro uniforme do Grêmio (Imagem: Mantos do Imortal)

Quando foi fundado, em 15 de setembro de 1903, o Grêmio não tinha ainda as icônicas camisas tricolores, que se imortalizaram como umas das mais belas do Brasil e, porque não, do mundo.

A camisa “original” do clube, a primeira de todas, trazia um design listrado, na horizontal, nas cores azul celeste e havana (uma espécie de marrom), com calção e meiões pretos.

Camisa lançada no centenário do Grêmio. (Foto: Grêmio 1983)

O site “Mantos do Imortal” traz algumas teorias para a escolha das cores: “A primeira, sugere que Cândido Dias, (um dos fundadores do clube), por conta de sua proximidade com Charles Müller (considerado por muitos como o pai do futebol) teria se inspirado na influência da escola inglesa, mais precisamente de uniformes utilizados pelo Rotherham entre 1884 e 1885, época em que supostamente Müller estaria estudando na Inglaterra. A outra hipótese, é de que a influência viria da escola alemã. Isto se dá pois na fundação do clube, maioria de seus fundadores tinham origens germânicas. Essa influência viria principalmente do Hamburgo SV, sendo as explicações para as cores azul e preto. Reza a lenda que a cor havana teria sido uma exigência de Cândido Dias, por acreditar que a cor seria o tom mais próximo do couro da bola, fazendo jus ao ditado de que o Grêmio surgiu de uma bola. Coincidência ou romantização, este mesmo Hamburgo, exatos 80 anos depois, viria a ser coadjuvante do maior título de nossa história”.

O fim da cor havana

Segunda camisa do Grêmio (Imagem: Grêmio Kits)

Já no ano seguinte, o clube desistiu de utilizar a cor havana em seus mantos, já que era muito difícil encontrar tecido da cor na época. Por isso, o Imortal decidiu criar uma nova camisa, com design meio a meio nas cores preta e azul, que sofreu alterações de tonalidade com o passar do tempo.

Mais uma vez, o site “Grêmio Kits” traz uma teoria para a criação: “Mesmo sem prova, essa camisa possivelmente foi inspirada na camisa do Sport Club Germania 1887, da cidade de Hamburgo, na Alemanha. O clube alemão usou tal uniforme até 1904 quando se fundiu a mais dois clubes alemães para formar o Hamburg SV. Pelo menos quatro jogadores de época no Grêmio eram alemães, da cidade de Hamburgo sabe-se que Georg Black jogou no Germania e Mohrdieck também”.

Clube não pode utilizar camisa que “fuja” do azul, branco e preto

Terceira camisa do Grêmio 2019-2020 Umbro

2019

Já reparou que o Tricolor Imortal não lança camisas fora do azul, preto e branco? Mesmo nos uniformes três, que costumeiramente saem das cores tradicionais em outras equipes, o clube gaúcho sempre utilizou uma das três cores (talvez o mais diferente tenha sido o modelo azul royal).

Isso acontece porque está previsto no estatuto do clube, ou seja, é terminantemente proibido que o Grêmio lance uma camisa amarela, dourada e por aí vai. Para saber mais, clique aqui e leia nossa matéria sobre esse assunto.

Rivalidade com o Internacional fez Coca-Cola mudar cor de patrocínio

Coca-cola e o patrocínio nas camisas da Copa União em 1987

No ano de 1987, a Coca-Cola fechou uma parceria com o Clube dos 13 para patrocinar a Copa União e, de quebra, fechou com 10 equipes para se tornar a patrocinadora máster nas camisas. Como sabemos, a cor principal da marca é o vermelho, que remete ao rival Internacional, o que acabou gerando muita polêmica após uma imagem promocional ser divulgada, na qual a camisa do Grêmio trazia o logo padrão da empresa.

Copa União x Coca-Cola Quando o Brasileirão teve um patrocinador quase exclusivo

Mas, foi somente nesta ocasião que ela apareceu assim. Para a disputa do campeonato, o Grêmio requisitou, com sucesso, que a Coca-Cola trocasse a marca para preto e branco. Isso também ocorreu com Botafogo e Coritiba, pelo mesmo motivo.

No Guia dos Curiosos são citados mais dois casos interessantes dessa rivalidade: “Muitos anos mais tarde a Coca-Cola chegou a lançar uma latinha azul para ser comercializada em Porto Alegre. A questão da cor é séria mesmo: na Hamburgueria 1903, lanchonete oficial do Grêmio, o catchup recebe um aviso: ‘Infelizmente ainda não conseguimos mudar a cor'”.

Clube deixou de usar camisa “Negresco” por superstição

6 camisas consideradas azaradas pelos torcedores

Para encerrar, um caso de superstição, algo muito presente desde sempre e que faz parte do folclore do futebol brasileiro. Em 1996, o Grêmio resolveu lançar uma terceira camisa “diferentona” , mas “deu ruim”. Ela trazia a cor azul celeste como predominante e duas largas faixas nas cores branca e preta, além do escudo do clube com o planeta Terra.

Batizada de “Negresco” pela torcida, a camisa nunca venceu um jogo. Na estreia, o tricolor vencia o Vélez Sarsfield por 3×1, na Supercopa da Conmebol, mas acabou sofrendo o empate. Posteriormente foi eliminado. Logo após esse jogo, o tricolor foi derrotado pelo Botafogo e pelo Sport e resolveu aposentar o manto.

Para conferir outras seis camisas consideradas “azaradas”, clique aqui.

As camisas do Grêmio assinadas pela Umbro estão à venda na FutFanatics, para garantir a sua é só clicar no botão abaixo e aproveitar!

Compre as camisas do Grêmio na FutFanatics

O que achou das curiosidades das camisas do Grêmio? Compartilhe o link nas redes sociais!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar