Camisas de Futebol » 7 camisas consideradas “azaradas” pelos torcedores

7 camisas consideradas “azaradas” pelos torcedores

by André Coutinho
7 camisas consideradas azaradas pelos torcedores
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Neste dia 31 de outubro, Halloween, muita gente fala das mais diversas superstições existentes na cabeça dos seres humanos. Lendas urbanas, mitos, entre outras coisas, são lembradas no dia das bruxas e claro, o futebol não fica de fora de tudo isso.

Afinal, quer gente mais supersticiosa do que torcedor? As crenças vão desde utilizar sempre a mesma camisa nos jogos da sua equipe, ou assisti-los sempre na mesma posição, e por aí vai.

Mas há também aqueles que escolhem uma certa camisa de seu time e a consideram culpada pelos fracassos do mesmo. E este é o tema deste compilado. Hoje trazemos sete camisas consideradas azaradas pelos torcedores brasileirosConfira!

Flamengo “Papagaio de Vintém”

6 camisas consideradas azaradas pelos torcedores

Já virou verdade absoluta entre os rubro-negros que em toda temporada que o clube resolve lançar uma camisa inspirada no primeiro manto do time, chamado de “Papagaio de Vintém”, as coisas não acontecem da melhor forma.

O modelo original já era considerado “pé frio. Ele foi o primeiro uniforme do time de futebol, em 1912. Porém, por falta de vitórias, foi substituída por uma camisa “Cobra-Coral” no ano seguinte, tendo esta dado “sorte”, afinal, os rubro-negros ganharam os seus dois primeiros cariocas em 1914 e 1915. Somente em 1916 é que foi criada a camisa listrada tradicional.

Em 1995, ela retornou como uniforme três e em todas as nove vezes em que a camisa foi usada, nenhuma vitória.

6 camisas consideradas azaradas pelos torcedores

Ela voltou novamente em 2012 mas não foi utilizada em jogos oficiais. Em 2015 foi lançada mais uma versão, como modelo third para a temporada e, desta vez, o Fla conseguiu vencer utilizando a mesma.

Porém, um caso curioso ocorreu. No Campeonato Carioca, o manto foi utilizado numa derrota para o Botafogo. No jogo seguinte, a equipe apostou novamente no manto, contra o Volta Redonda, e acabou derrotado no primeiro tempo por 1×0. Eis que o rubro-negro decidiu voltar para o segundo tempo com sua camisa tradicional, listrada e acabou virando e vencendo o jogo por 2×1. Apesar dos questionamentos, o treinador Vanderlei Luxemburgo afirmou que a troca não teve nada a ver com a superstição, mas sim com a preocupação em confusão com o uniforme do Voltaço, que também retornou com outro uniforme no segundo tempo.

Botafogo “Dois tons de cinza”

6 camisas consideradas azaradas pelos torcedores

Em 2010, a Fila lançou para o Botafogo um uniforme cinza em dois tons. A camisa foi utilizada apenas uma vez, no Campeonato Carioca daquele ano, na fatídica derrota por 6×0 para o Vasco em pleno Engenhão. Foi o que bastou para a camisa nunca mais ser utilizada. Curiosamente, o Botafogo se sagrou campeão do mesmo Carioca, utilizando a camisa alvinegra tradicional.

Palmeiras “2002”

A camisa foi utilizada pelo clube na Copa do Brasil daquele ano e acabou entrando na lista negra da torcida após a eliminação para o ASA de Arapiraca.

Cruzeiro “Topper 1998-1999”

6 camisas consideradas azaradas pelos torcedores

A Raposa jogou a maior parte da temporada 1998 utilizando materiais da Rhummel e até teve um início promissor, com o titulo mineiro. Porém, na reta final, a equipe passou a utilizar materiais da Topper e acabou amargando os vice-campeonatos da Copa do Brasil e da Mercosul para o Palmeiras e do Brasileiro para o Corinthians. No outro ano, com a mesma camisa, não conseguiu ganhar  o Mineiro e ainda foi eliminado pelo Atlético no Brasileirão.

Grêmio “Negresco”

6 camisas consideradas azaradas pelos torcedores

Chama de “Negresco” pela torcida, a camisa lançada como modelo third em 1996 é mais uma a ter caído “em desgraça” com a torcida após algumas derrotas doidas.

Na Supercopa da CONMEBOL, estreia do manto, o tricolor vencia o Vélez Sarsfield por 3×1, mas acabou sofrendo o empate. Posteriormente foi eliminado. Logo após esse jogo,  o Gremio foi derrotado pelo Botafogo e pelo Sport com essa camisa.

Corinthians “Mercosul”

A “Corinthians Third” foi Sem dúvida uma das “terceiras” camisa mais raras do Corinthians. A camisa foi usada uma única vez, na Copa Mercosul de 1999, na derrota para o Independiente da Argentina, por 2×1 em São Paulo. Tinha detalhes em cinza nas mangas e ficou marcada como uma camisa azarada.

Brasil “Camisa branca”

Brasil-1950

Talvez a precursora das camisas azaradas no futebol brasileiro. Após a derrota para o Uruguai na Copa do Mundo de 1950, no episódio batizado de “Maracanazzo”, a camisa branca foi considerada azarada e abolida, sendo substituída pela tradicional canarinho em 1954.

Há a possibilidade, porém, da camisa branca retornar em 2019, na Copa América.

O que acha da superstição no futebol? Acha que essas camisas são realmente “azaradas”? Compartilhe!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar