Camisas de Futebol » O simbolismo das cores do uniforme do Raja Casablanca

O simbolismo das cores do uniforme do Raja Casablanca

by Juliano Buzato
Raja Casablanca
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Graças às suas participações em dois Mundiais de Clubes da FIFA, o Raja Casablanca é uma das equipes africanas mais conhecidas internacionalmente. Além disso, o clube está entre os maiores vencedores tanto do Campeonato Marroquino (11 títulos) quanto da Copa do Marrocos (8 títulos).

Apesar de chamarmos a equipe de Raja Casablanca, seu nome oficial é Raja Club Athletic. O mascote do clube é uma águia, símbolo de resistência, força e combatividade, o que cai como uma luva para um time que foi fundado em 1949, época em que o Marrocos ainda era uma colônia francesa.

As cores do Raja são o verde e o branco, o que não poderia ser mais significativo se levarmos em conta o seu país de origem e a sua cidade-natal: enquanto o verde é a cor do islã – a religião do Estado do Marrocos, que tem uma população de mais de 99% de muçulmanos –, o branco (como era de se esperar) é a cor da cidade de Casablanca.

Nos seus primeiros anos, a camisa número 1 da equipe era totalmente verde, similar às do Palmeiras e do Goiás. Desde meados dos anos 1990, no entanto, o branco foi ganhando mais espaço, às vezes ocupando toda a camisa, às vezes com listras horizontais e às vezes com listras verticais.

Aliás, foi com este último uniforme que o Raja participou do Mundial de Clubes de 2013 e, contrariando os prognósticos dos experts em palpites e dicas de apostas esportivas, derrotou o Atlético Mineiro de Ronaldinho Gaúcho nas semifinais da competição, perdendo apenas para o Bayern de Munique na grande final.

Desde 2017, quem fornece o material esportivo para a equipe de futebol é a empresa italiana Legea (que também provê os uniformes do Livorno e do Reggina, da Itália). No momento, o clube vem dando preferência a jogar com um uniforme totalmente branco, como é possível ver na foto abaixo, que retrata o atacante Hamid Ahaddad.

 

Ver essa foto no Instagram

 

📸A well-deserved 2-0 home victory against TP Mazembe🇨🇩. A breathtaking match where the players displayed an impressive fighting spirit. The two goals⚽️ were scored by Malongo and Benoun. Let’s confirm this positive result next week, when we play the second leg in Lubumbashi! Allez les Verts! #totalcafcl #DimaRaja

Uma publicação compartilhada por Raja Club Athletic (@rcaofficiel) em

No Raja, a tendência nos últimos anos é deixar de lado as listras na camisa. Isso fica evidente não só na foto acima, mas também na imagem a seguir, na qual é possível ver o atacante congolês Ben Malango vestindo um uniforme totalmente verde – exatamente como nos primeiros anos do clube.

Já o terceiro uniforme é um caso à parte. A princípio, a escolha mais lógica seria o vermelho, já que esta é um das duas cores da bandeira do Marrocos (a outra é justamente o verde). No entanto, o vermelho está associado ao Wydad Casablanca, arquirrival do Raja. Usá-lo, portanto, estava fora de cogitação.

A solução que o Raja encontrou foi escolher a cor azul. Esta cor não consta no escudo do clube, mas é provável que se trate de uma homenagem ao Olympique de Casablanca, que se fundiu ao Raja em 1995 e que jogava todo de azul. A imagem abaixo mostra Zakaria El Wardi e Soufiane Rahimi com esse uniforme alternativo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Today’s two scorers⚽️⚽️. Well done, and good luck!💚👊 @zakaria_el_wardi @soufiane_rahimi #RbmRca 1️⃣-2️⃣ #DimaRaja

Uma publicação compartilhada por Raja Club Athletic (@rcaofficiel) em

► Compre camisas de futebol na FutFanatics

Como se vê, nada é por acaso quando se fala de um dos clubes de maior torcida do Marrocos. E não é possível entender o que o Raja representa para a sua apaixonada torcida sem ter ao menos uma ideia da sua história e da sua identidade religiosa e política.

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar

Este site usa cookies para garantir que você tenha uma melhor experiência. Aceito Leia Mais!