MDF Entrevista: Botões Clássicos (Luciano Araújo)

Todo mundo tem o sonho de um dia poder viver fazendo aquilo que você gosta e é apaixonado, mas já imaginou unir duas paixões e transformar isso em seu ganha pão?

Foi isso que o Luciano Araújo, da Botões Clássicos, conseguiu. Fanático por futebol e designer de profissão, ele uniu sua paixão e sua formação para ganhar a vida com um hobby que ele carregou da sua infância, o futebol de botão.

Em seu site, Luciano oferece times de botões customizados com equipes brasileiras e internacionais, vestindo os últimos uniformes lançados por suas fornecedoras. Além dos clubes da atualidade, equipes e seleções clássicas fazem muito sucesso, afinal não há nada mais nostálgico do que poder jogar uma partida de futebol de botão com craques como Pelé, Cruyff e Maradona.

Em um bate-papo com o Mantos do Futebol, Luciano conta como foi que ele transformou o seu hobby em profissão, quais são os times que são mais pedidos pela galera, como funciona para participar dos torneios que são organizados por ele, parcerias oficiais com clubes profissionais, entre outras coisas.

MDF Entrevista – Botões Clássicos

Mantos do Futebol: Olá Luciano, tudo bem? Nós do Mantos do Futebol acompanhamos faz um tempo o seu trabalho e achamos demais, já que une uma paixão que temos que são as camisas de futebol com algo bastante nostálgico que são os botões e que remetem à nossa infância. Como começou essa paixão e a ideia de unir essas duas coisas?

Luciano Araújo: A ideia surgiu depois de uma brincadeira de família para relembrar o futebol de botão durante a Copa 2014. Com o clima do Mundial eu, amigos e familiares organizamos um pequeno torneio para brincar e entrar no clima na Copa. Meus times estavam perdidos. Faltando jogadores e muito velhos. Comecei a procurar times pela internet. E descobri algumas pessoas que vendiam times. Foi então que resolvi fazer meus próprios times. Pois queria criar meus desenhos.

Sou designer. É um trabalho complexo. Num primeiro momento muitas pessoas imaginavam apenas como um hobby, porém levo muito a sério. Quando resolvi escolher o futebol de botão como minha forma de trabalho eu sabia que teria que enfrentar muitos problemas. Comecei tudo do zero. De criação de logomarca, desenhos dos times, produção artesanal de time por time, escolha de fornecedores, processos administrativos, enfim, tudo, tudo, era algo novo para mim. Fui aprendendo a mexer com planilhas, quer dizer, rs, ainda estou aprendendo. Mas uma coisa sempre pensei: que a Botões Clássicos teria que ser diferente de tudo que já tinha sido feito relacionado a futebol de botão. Principalmente no design, especialidade da casa, rs

MDF: Em seu site dá pra ver que tem muito time e seleção, e o melhor é que tem tanto times atuais, como equipes clássicas. Quais a galera mais gosta e quais times e seleções você tem mais pedidos?

LA: O futebol de botão mexe com lembranças, emoção e muita fantasia no nosso imaginário futebolístico. Costumo dizer que aprendi muito sobre futebol jogando futebol de botão. Meu avô tinha um time onde um certo Canhoteiro era o artilheiro. Depois de muitos anos fui descobrir quem tinha sido o Canhoteiro.

Meu pai também tinha diversos times sempre customizados com nomes e fotos de craques da época dele. Dessa forma foi fácil perceber que os times clássicos costumam despertar mais interesse no pessoal. Seleções clássicas como a Holanda de 74, Brasil e Itália de 82, Argentina de 86 e Alemanha de 90 são as mais procuradas.

MDF: Além dos times de futebol, outra coisa que me chama atenção são os botões inspirados em bandas de rock. Explica pra gente como foi essa ideia de unir futebol de botão e rock’n’roll.

LA: Como toda criança que gosta de futebol um dia sonhei em ser jogador de futebol, assim como, já adolescente, queria ter minha banda de rock. As duas coisas sempre andaram juntas na minha vida. Sempre curti shows e partidas de futebol. Isso foi importante porque uni essas duas paixões a minha profissão. Assim criar times de rock foi como a realização de uma partida inédita e exclusiva.
A velha pergunta: Beatles ou Rolling Stones agora pode ser tirada a limpo como um verdadeiro Manchester x Liverpool.

MDF: Ultimamente temos visto em suas redes sociais que sua vida anda bem agitada, vários eventos e torneios. Como que funciona? É possível participar?

LA: A ideia dos torneios começou por demanda dos próprios amigos que começaram a comprar os times. Muitos reclamavam que não tinham onde jogar. E o incrível é que também fui descobrindo que ainda existiam muitas pessoas que jogavam. Porém, em grupos fechados. O famoso clube do bolinha. Essa diferença de que como via a possibilidade dos eventos, para mim, foi fundamental para fazer dos torneios da Botões Clássicos um sucesso de participação.

Sempre procurei espaços como bares, lojas, locais onde o acesso fosse fácil e também uma oportunidade de divulgação do meu trabalho. Na Vila Madalena, no Pacaembu e até em outras cidades com nossa Fut-Truck, uma outra criação da Botões Clássicos que é atração por onde passa. E o mais legal, qualquer um pode se inscrever.

Hoje temos cerca de 40 participantes assíduos em nossa Liga com jogos semanais as terças partir das 19h. Em 2018 o tema é Premier League. Começa em fevereiro. Bora jogar. Ainda tem vaga. Mas quem entrar agora começa na Terceira Divisão, rs

MDF: Você tem parcerias oficiais com alguns clubes de futebol. Como que é essa parceria?

LA: O trabalho começou a chamar a atenção de alguns clubes. O que converso com eles é que mais do que vender, o passo mais importante dessa parceria Clube/Botões Clássicos é aumentar a divulgação e fomentar ainda mais, principalmente pais e filhos, a volta do futebol de botão. Muitos pais tem receio de que o filho não vai querer por causa do video game e é um grande engano. A experiência que estamos tendo em oficinas em escolas e eventos é participação e admiração total das crianças. Esse valor resgatado por nós, alguns clubes já estão reconhecendo. Mas funciona como qualquer outro licenciamento. As bases do contrato que são discutidas. Hoje temos o prazer de ter Paysandu, Avaí, Londrina e Corinthians como times licenciados.

Em 2018 vamos colocar os produtos Botões Clássicos pela primeira vez no varejo o que vai aumentar muito a divulgação da marca e também da brincadeira mais legal e inventada no Brasil.
Aliás essa é uma das coisas que a Botões Clássicos tem muito orgulho: Tudo é produzido artesanalmente no Brasil. Fiz questão de colocar essa mensagem nas embalagens.

MDF: Conta aí pra galera que acompanha o Mantos do Futebol como que eles podem fazer para comprar um jogo de botão com você. Além dos times disponíveis no site, você aceita pedidos de equipes por encomenda?

LA: Hoje o principal canal que temos para venda é o site www.botoesclassicos.com.br. No site você consegue escolher os times, acessórios, camisetas (temos nossa linha de camisetas desenvolvida exclusivamente para os amantes do futebol de botão), e também calcular frete (enviamos para todo o Brasil). Para times personalizados é só enviar um email para mim mesmo: [email protected] ou me chamar nas redes sociais no Facebook e Instagram.

E gostaria de terminar com o slogan que uma vez foi falado para mim por um amigo. A Botões Clássicos nasceu para fazer história e é um pouco do sentimento de todos que fazem parte da família BC. #ofuteboldebotãonuncavaimorrer

Siga a Botões Clássicos no Facebook e no Instagram.

Gosta de futebol de botão? Já conhecia a Botões Clássicos? Deixe abaixo o seu comentário!