Camisas de Futebol » Negociações por Diego Carlos podem beneficiar São Paulo FC

Negociações por Diego Carlos podem beneficiar São Paulo FC

Clube do Morumbi receberá cerca de 1 milhão de reais com mudança de clube do zagueiro; entenda como funciona o mecanismo de solidariedade da FIFA

by Juliano Buzato
Mantos_do_Futebol_Diego_Carlos
Compartilhe este link em suas redes sociais:

A temporada 2021/22 chegou ao fim na Europa, com isso, os bastidores ficam agitadores com o mercado de transferências, e isso acaba movimentando todo o mundo da bola.

Dessa forma, as negociações devem afetar também os comparadores de odds de futebol, mas uma situação que muitos acabam não lembrando é o mecanismo de solidariedade da FIFA, que gera valores para clubes formadores.

Mantos_do_Futebol_Diego_Carlos

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Com ele, o São Paulo receberá um valor pela negociação do zagueiro Diego Carlos, que deixou o Sevilla rumo ao futebol inglês, mais precisamente o Aston Villa. O brasileiro foi anunciado no final de maio pelo seu mais novo clube.

Rápido empréstimo renderá valor bem-vindo no Morumbi

Em 2013, Diego Carlos pertencia ao Desportivo Brasil, equipe do interior de São Paulo, e foi emprestado para o Tricolor Paulista. Na equipe, atuou no sub-20 e fez alguns treinamentos com os profissionais, mas sem espaço saiu no ano seguinte.

Porém, essa rápida passagem serve para que o São Paulo tenha direito a 0,66% das transferências do atleta, graças ao Mecanismo de Solidariedade da Fifa. Na negociação, o Aston Villa pagará cerca de 32,5 milhões de euros, com isso, o time brasileiro terá direito a pouco mais de 1 milhão de reais.

Outro jogador que renderá dinheiro para o São Paulo na janela pela mesma situação é David Neres. Vendido do Shakhtar Donetsk ao Benfica por 15,3 milhões de euros, o atleta colocará nos cofres do Tricolor cerca de 2,3 milhões de reais, já que o clube tem 2,86% dos direitos como clube formador pelo mecanismo de solidariedade.

Como funciona o Mecanismo de Solidariedade da Fifa?

Como forma de incentivar a formação nos clubes e também ser uma espécie de recompensa, 5% dos valores envolvidos em negociações no futebol são destinados para clubes formadores do atleta, que pode ser uma ou mais equipe, dependendo de como foi o início da carreira de cada um.

A ideia é premiar os clubes que o jogador atuou dos 12 aos 23 anos, período em que se forma de fato como um atleta profissional. Confira abaixo uma tabela de como é definido este mecanismo:

  • Temporada que o jogador completa 12 anos: clube leva 5% do valor total do mecanismo (0,25% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 13 anos: clube leva 5% do valor total do mecanismo (0,25% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 14 anos: clube leva 5% do valor total do mecanismo (0,25% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 15 anos: clube leva 5% do valor total do mecanismo (0,25% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 16 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 17 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 18 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 19 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 20 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 21 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 22 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)
  • Temporada que o jogador completa 23 anos: clube leva 10% do valor total do mecanismo (0,5% da compensação total)

Portanto, é dividido dessa forma, correspondendo as equipes que o atleta passou e ficou no mínimo 1 ano. Caso um clube forme o jogador por todo esse período, receberá os 5% do valor total da negociação sem dividir com mais ninguém.

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar