Camisas de Futebol » “Plano de Emergência”: a estratégia do Barça para salvar a atual temporada

“Plano de Emergência”: a estratégia do Barça para salvar a atual temporada

Clube quer vender jogadores, abrir espaço na folha salarial e reforçar elenco para evitar novos fracassos

by Juliano Buzato
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Sempre apontado como um dos favoritos a conquistar títulos na temporada, o Barcelona tem buscado se reinventar para retomar o protagonismo de outros anos. É bem verdade que, mesmo com a tradição, o clube catalão não estava no topo das escolhas em sites de apostas como o betmotion brazil para faturar a Liga dos Campeões, por exemplo. E o fato de não ser a preferência da maioria se justificou em campo.

Eliminado na primeira fase da maior competição de clubes, algo que não acontecia há 20 anos, a diretoria do clube catalão sentiu o peso do vexame e montou uma estratégia para salvar o restante da temporada. Tudo com a anuência de Xavi, ídolo do clube e atual treinador, que chegou com a missão de dar um novo padrão tático à equipe e resgatar o espírito vencedor do clube.

O plano foi detalhado com exclusividade pelo jornal Sport, um dos mais importantes quando o assunto é a cobertura do time catalão. A ideia é utilizar a janela de transferências de inverno, entre dezembro de janeiro, para vender jogadores, abrir espaço na folha salarial e qualificar o elenco. O objetivo é melhorar no Campeonato Espanhol e ser competitivo na Liga Europa.

O clube entende que deve fazer duas contratações significativas para que, somado ao retorno do meia e principal jogador da equipe, o jovem Ansu Fati, altere significativamente a dinâmica atual para atingir outro objetivo importante da equipe neste momento: terminar entre os quatro primeiros do campeonato espanhol para disputar a próxima edição da Liga dos Campeões.

Para contratar, o clube precisa vender. O Barcelona tem a folha salarial mais alta do mundo, com vencimentos que chegam aos 670 milhões de euros. As saídas de Messi e Griezmann reduziram os custos, para algo em torno de 430 milhões, mas isso ainda é um problema. Até mesmo se quiser contratar jogadores sem clube, em final de contrato, o clube estará impedido pela lei que rege o futebol espanhol neste momento e o teto estabelecido para os clubes.

Para aliviar a folha, o clube quer a saída de dois jogadores: o brasileiro Coutinho e o zagueiro Umtiti. Ambos têm altos salários e se entregam pouco em campo. O jornal Sport afirma que espera propostas pelos atletas, mas que o Barça não cogita rescindir unilateralmente os contratos. Essa seria a opção mais drástica, já que acarretaria em multa.

Ainda assim, o time está disposto a “expulsar” os dois jogadores. Se preciso, segundo a publicação, o técnico Xavi poderá deixá-los de fora das partidas para forçá-los a arranjar um novo clube.

A saída dos dois atletas abriria espaço para a chegada de dois jogadores, tratados como prioridade dentro do clube, de acordo com o Sport. O uruguaio Edinson Cavani e o espanhol Ferran Torres. Os dois atacantes são os principais alvos do Barcelona para a sequência da temporada.

Cavani está no Manchester United, mas é pouco utilizado. Apesar da idade avançada, seria um jogador para substituir a ausência de Luís Suárez, que desde que se transferiu para o Atlético de Madrid, deixou um vazio no ataque do Barcelona.

“Com as contratações de Ferran Torres e Cavani, e as saídas de Coutinho e Umtiti, considera-se que o plano de choque seria uma realidade”, diz a publicação espanhola. A ver se a estratégia dará certo no Barcelona.

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar