Camisas de Futebol » Recapitulando: Os cinco grandes vencedores do campeonato europeu

Recapitulando: Os cinco grandes vencedores do campeonato europeu

by Juliano Buzato
Atletico de Madrid
Compartilhe este link em suas redes sociais:

Com a temporada doméstica europeia terminada e o vencedor da Liga dos Campeões, Chelsea, revelado, é hora de os torcedores de todo o mundo olharem em frente para suas estrelas europeias favoritas em ação, internacionalmente.

Você pode estar procurando encontrar as últimas chances de futebol no site de apostas online, mas por que não fazer um balanço da temporada que acabou – já que os jogadores agora procuram jogar futebol internacional, na Euro 2020 e na Copa América. Vamos voltar para a temporada 2020-21 para os “Cinco Grandes” da Europa.

Inglaterra (Premier League) – Manchester City

Três é o número mágico, e certamente foi para Pep Guardiola, pois ele ganhou seu terceiro título da Premier League como chefe do Manchester City. Marcou uma terceira vitória em quatro temporadas para os Cidadãos – que terminaram o campeonato com três jogos a menos, terminando 12 pontos à frente de seus rivais, o United. Marcou uma temporada de sucesso para o City, que fez a dupla doméstica (Premier League e Copa EFL), mas perdeu para o rival da liga, o Chelsea, na final da Liga dos Campeões do mês passado.

França (Ligue 1) – Lille

Houve um choque no topo da Ligue 1, pois Paris Saint-Germain, tantas vezes os favoritos – com sete títulos do campeonato nos últimos nove anos – foram canalizados para o posto por Lille. Terminando um ponto à frente dos gigantes do futebol francês, o Lille conquistou seu quarto título e seu primeiro por 10 anos. Christophe Galtier foi nomeado gerente da Ligue 1 da temporada, e a equipe passou a maior parte da segunda metade da campanha na primeira colocação.

Alemanha (Bundesliga) – Bayern de Munique

Nenhuma surpresa na Alemanha como o Bayern de Munique, clube da Baviera, conquistou seu nono título consecutivo do campeonato. Marcou uma 30ª vitória na era da Bundesliga (e 31ª, no total) – que viu uma quinta estrela de ouro ser adicionada ao crachá da equipe. A equipe de Hansi Flick encerrou a divisão com três jogos restantes e acabou terminando 13 pontos à frente do RB Leipzig – que não conseguiu vencer seus três jogos restantes – no segundo lugar.

Itália (Série A) – Inter de Milão

Após nove anos de domínio da Juventus, o Scudetto voltou a Milão – e foi a Internazionale que foi coroada campeã da Série A. Os Black e Blues conquistaram o campeonato pela última vez na temporada 2009-10, mas foram dominantes na campanha que acabou de passar, vencendo o Scudetto com quatro jogos a menos. Terminando 12 pontos à frente de seu rival amargo, o Milan, apenas três dias depois de vencer a Udinese por 5-1, o treinador Antonio Conte deixou o clube por mútuo consentimento.

Espanha (La Liga) – Atlético de Madrid

Foi para o arame na Espanha, com os clubes de Madri, Real e Atléti lutando pelo título do Campeonato Espanhol. O destino estava nas mãos de Diego Simeone, e tudo o que eles tinham que fazer era ganhar sua última partida da temporada. Apesar de ter ficado para trás em Valladolid, o Atléti venceu por 2-1 para garantir seu 11º título do campeonato em geral, e o primeiro desde a campanha de 2013-14. Naturalmente, foi o suficiente para dar a Simeone o prêmio de “Melhor Técnico” na premiação do LFP.

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar