Camisas de Futebol » Regulamentação deve “popularizar” casas de apostas em camisas de times brasileiros

Regulamentação deve “popularizar” casas de apostas em camisas de times brasileiros

by Juliano Buzato
Regulamentação deve popularizar casas de apostas em camisas de times brasileiros
Compartilhe este link em suas redes sociais:

A legalização das apostas no Brasil fez com muitas casas começassem a expor suas marcas nas camisas dos times brasileiros, apesar de muitas ainda ocuparem espaços menos nobres de patrocínio, principalmente se comparado à clubes europeus.

A possibilidade de torcer pelo seu time ou assistir o seu esporte favorito e ainda ganhar dinheiro com isso, fez com que o número de apostadores crescesse muito no Brasil, e este aumento no interesse, fez com que fez com que aparecessem muitos bons sites na internet que trazem dicas e prognósticos dos jogos e tudo sobre a Bet365, Betway, Betfair e demais casas que são bastante populares entre os apostadores no país.

Com a chegada de muitas casas de apostas e o aumento do público que tem interesse no assunto, o nicho se tornou inclusive um novo meio de faturamento para clubes, e até competições, em tempos em que a Covid-19 fez sumir outras formas de renda mais convencionais, como a bilheteria em dias de jogos.

Para se ter uma ideia, em levantamento feito durante o Campeonato Brasileiro do ano passado, foi constatado que 15 equipes tinham patrocínios em sua camisa ou propriedades de arenas de oito sites de apostas diferentes. Eram eles: Atlético Mineiro, Bahia, Botafogo, Ceará, Corinthians, Coritiba, Flamengo, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Red Bull Bragantino, São Paulo, Santos, Sport e Vasco da Gama.

No entanto, segundo a opinião de especialistas em marketing, como Fábio Wolff, diretor da Wolff Sports e Marketing, o investimento nos clubes está apenas começando, já que devido à pandemia de Covid-19, a regulamentação do setor ainda não foi feita pelo congresso brasileiro e assim que isso acontecer, muitas outras casas devem investir ainda mais nas propriedades dos clubes.

“Muitas casas de apostas estão observando o processo de regulamentação e ainda não fizeram por questões estratégicas”, explicou Wolff em entrevista dada ao site do UOL.

O mercado de apostas no Brasil é considerado um dos que tem maior potencial no mundo. Estima-se que por ano, sejam movimentado cerca de R$ 4 bilhões de reais no país e com a regulamentação, este setor passe a movimentar cerca de R$ 10 bilhões por ano.

A legalização das apostas online foi sancionada em 12 de dezembro de 2018, pelo então presidente Michel Temer. A partir disso, o Ministério da Economia tinha um prazo de dois anos, prorrogáveis por mais dois, para promover a regulação. Ou seja, no mais tardar até dezembro de 2022, isso deve ser feito.

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar