Camisas de Futebol » A numeração dos artilheiros no Campeonato Brasileiro dos pontos corridos

A numeração dos artilheiros no Campeonato Brasileiro dos pontos corridos

by Juliano Buzato
Artilheiros capa
Compartilhe este link em suas redes sociais:

*Conteúdo produzido em parceria com Dafabet

Apesar de ultimamente, na maioria dos campeonatos, a numeração dos jogadores nas camisas de futebol serem fixas, e não seguirem mais aquele tradicional padrão de 1 a 11, até hoje, os números ainda são muito relacionados às funções dos jogadores no campo, entre eles podemos destacar o “10” que geralmente é reservado ao jogador mais técnico, o maestro do time, e o “9”, usado pelo matador da equipe, aquele que é responsável por proporcionar o momento mais esperado pelos torcedores: o gol!

Mesmo com muitos números não convencionais, que vira e mexe são inseridos nas escalações, será que ainda é possível dizer que existem chances maiores de um jogador marcar um gol através do número da camisa que ele veste? Em sites de apostas online de futebol como a Dafabet, por exemplo, saber a probabilidade de algo acontecer é essencial ganhar ou perder uma aposta.

Dentre as muitas dicas de apostas esportivas, uma bastante interessante é tentar acertar qual jogador vai marcar um gol em determinado jogo. Por isso, resolvemos fazer um levantamento, através dos artilheiros dos últimos Campeonatos Brasileiros, e descobrir qual era o número da camisa dos atletas que mais balançaram a rede em cada edição.

Como o Brasileirão é uma competição que desde 1959 já passou por diversos formatos, resolvemos fazer um corte mais atual, pegando a “era dos pontos corridos”. E vale dizer que quando houve uma edição em que mais de um jogador foi o artilheiro, a pontuação foi dividida entre os nomes, para que não houvesse distorção nas estatísticas. Além disso, em uma edição ou outra, alguns jogadores usaram mais de um número diferente, então consideramos aquela com que ele marcou mais gols. Vamos conferir!

A camisa 9 continua sendo a preferida dos goleadores!

Em 2003, o Campeonato Brasileiro mudou o seu formato, adotando os pontos corridos como regra, ou seja, todos os times se enfrentam em jogos de ida e volta, e o que mais somar pontos é o campeão, desta forma, foi abolida nesta competição a fase conhecida como “mata-mata”.

Desde então, em dezessete edições completas, um camisa “9” se sagrou o artilheiro por DEZESSEIS vezes. É isso mesmo, tivemos quase o mesmo número de goleadores máximos vestindo essa camisa do que em campeonatos, no entanto vale lembrar, que em algumas delas, o prêmio foi dividido. Estatisticamente, 69% das vezes um jogador com a camisa “9” foi o artilheiro.

Em segundo lugar, aparecem as camisas 10 e 7. Ambas vestiam o goleador em 8,6% das vezes. Com a “10”, foram artilheiros nos pontos corridos Adriano, do Flamengo, em 2009, e Gabigol em 2018, atuando pelo Santos. Vestindo a “7”, tivemos Jonas, do Grêmio, em 2010, e Jô, do Corinthians, em 2017.

Por três vezes tivemos um goleador máximo na era dos pontos corridos que usava outra numeração. Romário, em 2005 pelo Vasco da Gama, que ostentava o número “11”, Fred, em 2016, pelo Atlético-MG, com a camisa “99”, e Diego Souza, em 2016 pelo Sport Recife, que vestia a “87”.

A numeração dos artilheiros no Campeonato Brasileiro dos pontos corridos

Como mostramos acima, apesar da maior diversidade dos números nas escalações dos times, a velha máxima de que os camisas “9” são os homens-gol, ainda é válida e o número ainda é o preferido dos artilheiros nos principais times brasileiros.

Agora que você já sabe como apostar corretamente em quem fará o gol no próximo jogo, que tal pôr à prova? Com essa postagem você já deve saber quem escalar no seu Cartola e, se quiser se aventurar ainda mais, confira a oferta de freebet grátis da Dafabet em sites como o casas-de-apostas.com. Não esqueça, falou em gol, falou em camisa 9!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar