Camisas de Futebol » Camisas de centenário dos clubes brasileiros (Série A 2020)

Camisas de centenário dos clubes brasileiros (Série A 2020)

by André Coutinho
camisas-do-centenário-de-clubes-brasileiros
Compartilhe este link em suas redes sociais:

No futebol, não faltam motivos para se lançar camisas, né? Costumeiramente trazemos aqui camisas de Carnaval, Outubro Rosa, Novembro Azul, Natal e até mesmo superstição. Mas, se tem um tipo de manto que todo time lança é o do seu centenário. Afinal, 100 anos só se faz uma vez! No Brasil, temos várias equipes centenárias e no Throwback Thursday de hoje vamos lembrar as camisas de centenário lançadas nos aniversários dos clubes brasileiros, tendo como recorte as equipes que disputam a Série A em 2020, que possuem três dígitos de idade.

No Brasileirão desta temporada 2020, são 14 equipes centenárias e seis que ainda não completaram 100 anos. São eles: Athletico-PR (1924), Atlético-GO (1937), Bahia (1931), Goiás (1943), Red Bull Bragantino (1928) e São Paulo (1930).

Confira abaixo as camisas do centenário dos clubes brasileiros da Série A, em ordem cronológica:

Flamengo (1895-1995)

Foto: Mercado Livre

Em 1995, o Flamengo lançou uma nova versão de sua camisa Papagaio Vintém, o primeiro modelo do futebol do clube, que trazia as cores vermelha e preta em quatro quadrados e gola com cordões, além do escudo de regatas. O manto foi utilizado em jogo, mas não deu muita sorte, ganhando até mesmo fama de amaldiçoada.

Camisa do centenário do Flamengo 1995 Umbro azul e ouro

A Umbro, fornecedora do rubro-negro à época, preparou duas camisas comemorativas, sendo a segunda nas cores amarelo/ouro e rubro-negro. Esta segunda acabou não sendo aprovada pelo Conselho e nunca foi lançada, mas foi comercializada pela Umbro e muitas peças foram vistas na época e até hoje em algumas coleções.

Vasco da Gama (1898-1998)

O Vasco não lançou uma camisa específica para o centenário, mas lembrou da data em seus uniformes titular e reserva, com um selo especial de 100 anos. Naquele ano, o clube foi campeão da Libertadores da América e vice-campeão mundial.

Fluminense (1902-2002)

Foto: Mercado Livre

O Fluminense lançou uma camisa inspirada em seu primeiro manto na história, com design meio a meio nas cores cinza e branco e o primeiro escudo do time. As três listras da Adidas eram dispostas nas mangas, em branco, com contorno vermelho. O uniforme chegou a ser utilizado em jogo, mas foi ofuscado pelo lançamento do uniforme laranja, um tremendo sucesso.

Grêmio (1903-2003)

Foto: Grêmio 1983

A Kappa lançou uma série de camisas que copiavam uniformes de importantes períodos do tricolor. Os anos eram de de 1903, 1904, 1917 e 1925.

Foto: Grêmio 1983

Mas o fato curioso é que o manto de 1903, listrado em marrom e preto, foi o único a ser utilizado em jogo, e uma única vez. Em 2004, no centenário do Botafogo, também patrocinado pela Kappa na época.

Botafogo (1904-2004)

Foto Segunda Pele/Lance

O Fogão também teve um manto da Kappa inspirado em seus primeiros modelos. Ele trazia as tradicionais listras alvinegras, com gola de cordões. O escudo utilizado foi o primeiro do clube. Este manto foi utilizado justamente no amistoso contra o Grêmio, citado acima.

Sport Recife (1905-2005)

Foto: Diário de Pernambuco

Com a Topper, o Sport teve uma camisa discreta, sem muitos detalhes em relação ao primeiro padrão, a não ser a gola com cadarço e as etiquetas especiais. Atrás, o número 100.

Atlético-MG (1908-2008)

O Galo lançou uniformes titular e reserva relembrando o centenário, mas também apresentou uma camisa própria para a comemoração dos 100 anos. Ela tinha as listras verticais nas cores dourada e preta, num visual retrô, e o primeiro escudo do clube, com os anos de fundação e de centenário.

A camisa fez sucesso e até ganhou primeiro de mais bonita do ano em votação no Classic Football Shirts.

Internacional (1909-2009)

O Inter lançou uma camisa, em parceria com a Reebok, na cor dourada, com detalhes e aplicações em vermelho. Ela trazia o mesmo design dos mantos titular e reserva naquele ano e foi bastante utilizada no título gaúcho e vice da Copa do Brasil.

Coritiba (1909-2009)

Foto: Brechó do Futebol

O Coxa apresentou duas camisas para o ano de seu centenário, que foram bastante utilizadas na campanha do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A titular foi inspirada no primeiro modelo da equipe, toda branca, com gola pólo. A Lotto aplicou seu logo retrô, enquanto o Coritiba estampou seu primeiro escudo.

Foto: Brechó do Futebol

A reserva foi inspirada na primeira jogadeira, também com gola pólo,, e tinha o primeiro escudo do Coxa no atual modelo.

Corinthians (1910-2010)

O manto do Timão foi inspirado na primeira camisa do clube, que tinha a cor bege. Ele foi criado baseado no template da Nike da temporada 2010-2011 e trazia listras beges em degradê, com o ano de fundação 1910 e a sigla SCCP em marca d’água por todo o corpo.

Foto: Mercado Livre

Foi criado um escudo especial para o centenário, baseado no CP, o primeiro da história do clube. Nas costas, a fonte do nome e número também tinha um visual retrô. Até hoje é considerada uma das camisas mais bonitas da história do clube.

Santos (1912-2012)

A Nike produziu para o Santos uma camisa azul turquesa, no template padrão. A cor fazia referência à herança colonial e portuária da cidade e às cores da famosa fonte de Itororó, situada no sopé do Monte Serrat, um dos atrativos turísticos da cidade de Santos. Na parte interna da gola era escrito “Menino da Vila desde 1912’. A fonte do nome e números foram inspirados no estilo dos carimbos que identificam os contêineres do porto de Santos, o maior da América Latina. Acima do escudo, o marco da história, uma coroa entre as datas “1912 – 2012”.

Algumas peças ganharam uma embalagem especial, entregue a alguns santistas ilustres, como jornalistas e formadores de opinião. Com o rosto de Neymar na capa, a caixa do kit continha, além da nova camisa, o Manifesto do torcedor santista. O manto foi bastante utilizado no ano de 2012, no título paulista, e na eliminação para o Corinthians na semifinal da Libertadores.

Ceará (1914-2014)

Foto: Brechó do Futebol

A Penalty lançou para o Vozão uma camisa listrada em preto e cinza, que continha todas as aplicações na cor dourada, exceto o escudo Ceará. O logo da Penalty utilizado foi o retrô. Na nuca foi colocado um selo especial do centenário.

Palmeiras (1914-2014)

O Verdão e a Adidas lançaram duas camisas para o centenário, começando por uma azul royal e dourada, que homenageava as tradições e a origem italiana do clube paulista. Esta possuía o primeiro escudo do clube no lado esquerdo e o brasão do centenário no lado direito do peito.

Um outro modelo, inspirado na primeira camisa do time, foi lançado anteriormente e bastante utilizado na reta final do Brasileirão, quando o clube quase caiu. Ele era verde e possuía uma larga faixa branca na horizontal, além da Cruz de Savóia.

Fortaleza (1918-2018)

Centenarium: camisa dos 100 anos do Fortaleza EC 2018 Leão 1918

O manto do Fortaleza foi criado pela marca própria do clube, a Leão1918, foi batizado de Centenarium e trazia a cor branca, com uma faixa com chevron em azul e vermelho no peito e detalhes em dourado. O clube utilizou algumas vezes o modelo durante a temporada e ele acabou caindo nas graças da torcida.

► Compre camisas de futebol na FutFanatics

Qual das camisas de centenário dos clubes brasileiros é a sua favorita? Deixe seu comentário e compartilhe o link nas redes sociais!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar