Camisas de Futebol » New Balance x Liverpool: julgamento termina e veredito sai nos próximos dias

New Balance x Liverpool: julgamento termina e veredito sai nos próximos dias

by André Coutinho
New Balance vs Liverpool
Compartilhe este link em suas redes sociais:

O julgamento do caso Liverpool x New Balance aconteceu nos últimos dias e deve ter um veredito a partir da próxima sexta-feira (25). Alguns diários ingleses acompanharam o caso em real-time e pelas transcrições, as reações do juiz do caso, tendem a um resultado à favor da fornecedora norte-americana.

A empresa entrou na justiça alegando o não cumprimento do contrato, uma vez que teria acionado uma cláusula de preferência na renovação com o clube, quando o mesmo fechou com a Nike.

Passado os três dias do início do julgamento, alguns pontos tiveram maior destaque nas argumentações de ambas as partes. O maior – e principal – deles é o valor acordado entre Liverpool e Nike, que seria inferior ao que era pago pela NB, ou seja, automaticamente a NB teria a cláusula de renovação atendida. O Liverpool, no entanto, fechou com o Swoosh sem consultar sua atual parceira e chegou até a conversar com a PUMA em certo momento.

E se o Liverpool vestisse uniformes feitos pela Nike Santiago Lazo

Montagem: Santiago Lazo

Outro ponto muito importante, talvez o que tenha levado os Reds a buscarem o acordo com a Nike, é a questão da distribuição. Segundo a equipe inglesa, o acordo com o Swoosh tem alguns gatilhos que gerariam valores muito maiores ao clube. A equipe argumenta que a logística da empresa é muito maior, com suas camisas podendo ser vendidas no mundo todo, inclusive com o pagamento de 20% de royalties por produto vendido, enquanto a NB não conseguiria se equiparar. A atual parceira do clube se defendeu, alegando que hoje pode igualar as condições propostas pela Nike, com aberturas de diversas lojas pelo mundo e equiparando-se ao número de peças proposto (2,9 milhões). Também afirmou que no acordo feito com a equipe, em 2011, não havia metas de distribuição ou de vendas, até porque o clube estava em um patamar diferente, menor, e que a partir de agora, com a renovação, isso com certeza será revisto. Até o Brasil foi citado em alguns momentos.

Lebron James Liverpool - Gettyimages

Crédito: Gettyimages

Outro argumento do Liverpool é a promessa da Nike em utilizar grandes nomes patrocinados pela marca, como o jogador de basquete LeBron James, o rapper Drake e a tenista Serena Williams, que dariam um “boom” nas vendas, o que aumentaria ainda mais os ganhos do clube. A New Balance afirmou que possui patrocinados da mesma magnitude para fazer esse trabalho de influência, o que foi questionado pelos Reds, que duvidou do potencial da marca, alegando algo como “vocês não têm alguém do calibre de uma Serena Williams ou LeBron James”. O juiz responsável pelo caso afirmou que isso é imensurável e, por isso, não tem relevância em um contrato.

Foi revelado nas audiências que a Nike já estava em fase de produção dos uniformes 2020-2021, previamente aprovados pelo Liverpool, e que já estavam em conversas sobre os modelos 2021-2022. Nisso, a empresa já teria investido 6 milhões de libras (31 milhões de reais) e teria pedidos de mais de 8 mil lojas.

Outra revelação foi de que o acordo da Nike com o Liverpool possui uma cláusula em que, caso o clube falhe na missão de se classificar para a Champions League, o valor pago pela empresa e a distribuição dos produtos, diminuiriam. Quando isso foi apresentado pelo representante da New Balance, o clube afirmou desconhecer tal item.

A previsão inicial é de que na próxima sexta-feira (25/10), o juiz dê seu veredito. Jornais ingleses e profissionais da área jurídica apontam que a tendência é que a New Balance seja declarada a vencedora e assim teria seu contrato com o Liverpool renovado automaticamente. O próprio já afirmou em uma das audiências que não crê em dificuldades dos Reds em cumprir o acordo, caso seja declarado derrotado.

Camisas do Liverpool 2019-2020 New Balance

Mas, será mesmo a melhor saída? Juridicamente sim, uma vez que, caso o juiz dê a sentença a favor da marca, deve-se cumprir o que está no contrato, mas, e a relação dos dois? Seria legal para a New Balance manter um clube que, apesar do enorme potencial de marketing, não está satisfeito? Será que na primeira oportunidade, o clube não partiria para outra marca? E como ficariam as ações publicitárias do clube, obrigado a cumprir o acordo?

A verdade é que não existe mais clima entre Liverpool e New Balance manterem a parceria e uma saída mais interessante seria um acordo, com o pagamento de uma multa por parte da equipe pelo modo como agiu. No entanto, até o momento não há indícios que esta solução esteja em pauta. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos…

► Compre camisas do Liverpool na FutFanatics

Qual você acha que será o veredito do caso New Balance x Liverpool? Deixe seu comentário e compartilhe o link!

Compartilhe este link em suas redes sociais:

Você também pode gostar