MDF Entrevista: Ricardo Brisotto (Tonificante - 19Treze)

O Mantos do Futebol traz mais uma entrevista bem interessante com personagens que se destacam no universo das camisas de futebol e do fornecimento esportivo.

O convidado da vez é Ricardo Brisotto, criador da Tonificante Marcas Estimulantes, empresa responsável pela criação da marca 19Treze, atual fornecedora do Esporte Clube Juventude, clube que Ricardo já foi gerente de marketing em época que a equipe gaúcha disputava a série A do Brasileirão.

Mantos do Futebol: Olá Ricardo, tudo bem? Você é diretor da Tonificante Marcas Estimulantes, que trabalha com o Juventude e com a 19Treze, poderia explicar melhor qual foi o papel da agência na criação marca própria do clube no ano passado?

Ricardo Brisotto: A Tonificante trabalhou no processo desde sua essência. Quando o Juventude nos chamou, o principal papel foi mostrar para os torcedores que era possível termos uma marca própria, com produtos de qualidade e que mantivessem a tradição. Além disso, fazer com que os torcedores sentissem orgulho da marca. Buscamos na história o nome e a partir disso, planejamos os uniformes. Fizemos a conexão emocional e racional integrando os anseios dos torcedores, interesse dos diretores e viabilidade para o fabricante.

Primeiros uniformes do Juventude, assinados pela 19Treze

MDF: Em 2016 o Juventude estava com a Kappa, neste mesmo ano vimos diversas equipes romperem com a fornecedora por problemas enfrentados na parceria. Quais eram as principais dificuldades que culminaram na rescisão?

RB: Estes detalhes ficaram entre clube e fornecedor. Procuramos não nos envolver. Analisando externamente, a principal reclamação dos torcedores foi em relação a qualidade do material. Tanto o número quando o escudo do clube, saiam com facilidade.

MDF: Você saberia nos explicar quais fatores foram preponderantes para que o Juventude decidisse por criar a sua marca própria em detrimento a ter uma marca já estruturada no mercado?

Veja também:

[+] MDF Entrevista: Paulo Lima – Cobra Coral (Santa Cruz)

RB: Com a quebra de contrato com a antiga fornecedora, o clube tinha um prazo muito curto para buscar uma nova fornecedora, por isso precisou agir rápido. O primeiro passo foi buscar um fabricante e analisar a viabilidade do projeto. Em seguida nos contatou para criar o conceito da marca e também dos uniformes. Os clubes tradicionais, além de receber todo fardamento, também recebem um aporte financeiro. O que não acontece com clubes médios. Com a gestão de uma marca própria, o clube consegue uma rentabilidade maior em comparação a marcas estruturadas. Porém exige um esforço de venda e fortalecimento de marca muito maior.

Nome da marca é inspirado em data de fundação do clube

MDF: No desenvolvimento da marca 19Treze, o que foi levado em conta para se chegar ao resultado final?

RB: Precisávamos criar um vínculo emocional com os torcedores, por isso o nome foi inspirado no ano de fundação e o símbolo, baseado nas iniciais (D e T) formando uma cabeça de periquito. Em relação a comunicação, trabalhamos com 3 pilares principais. O primeiro foi em relação ao produto. Inevitavelmente os torcedores fariam uma comparação com outras marcas, por isso produzimos fotos mostrando todos os detalhes da camiseta. O Juventude também realizou um grande evento de lançamento. O segundo passo foi fortalecer o vínculo com os torcedores, mostrando que a marca era como um torcedor fanático. Neste caso, comunicamos de forma mais ousada nas redes sociais, além de realizar uma produção fotográfica em meio a um jogo, com torcedores de verdade. O terceiro passo foi aproximar a marca da comunidade. Por isso criamos ações como a camiseta verde por natureza, por exemplo.

MDF: Qual é a fábrica responsável por produzir os uniformes do Juventude?

RB: É a MarUm Sports, marca local e tradicional na fabricação de uniformes esportivos. A marca já atendia o clube na fabricação dos uniformes das escolinhas do clube.

A criação de um vínculo emocional com os torcedores foi fator primordial para a criação da marca da 19Treze

MDF: Em um ano de experiência, acredito que vocês já devem ter analisado os prós e contras de trabalhar a sua própria marca. Poderia nos explicar quais são?

RB: Acredito que os fatores positivos sejam muito maiores. Atualmente o clube consegue ouvir e atender os torcedores com maior agilidade. O Juventude possui uma torcida jovem e um público feminino muito fiel. Outro detalhe é que nossa região possui um inverno rigoroso. Com a 19Treze conseguimos atender todos estes públicos com uma variedade muito maior com camisetas em manga longa tanto para público masculino, quando feminino e infantil. Tudo isso faz com que clube, loja oficial e fabricante tenham um rendimento maior. Além disso nos dá uma flexibilidade muito maior para fazermos ações pontuais como no caso da camiseta Verde Por Natureza. A camiseta foi planejada algumas semanas antes, pois dependia da classificação do clube na Copa do Brasil. Poderíamos considerar como pontos negativos o alcance da marca, pois todo esforço de comunicação e distribuição depende amplamente do clube e fabricante. Como o público principal é local, não chega a ser um grande problema.

Camisa 1 do ano de 2017 é inspirada no ano de 94, quando o clube conquistou o Campeonato Brasileiro da série B.

MDF: Esse ano já foram apresentados três uniformes para o Juventude, poderia adiantar para nós o que o torcedor jaconero pode esperar para 2018?

No primeiro ano aliamos tradição e ousadia. Enquanto umas camisetas seguiam a tradição, outras traziam formas e cores ainda não utilizadas. Para este ano buscamos um fator emocional muito forte que surpreendeu os torcedores. Ainda não criamos nada para 2018, mas já estamos buscando novas referências, principalmente emocionais.

MDF: Você trabalhou durante um tempo no departamento de marketing do Juventude, pode comentar um pouco sobre o seu trabalho lá e alguns cases interessantes que você participou?

RB: O departamento de marketing de um clube é adrenalina pura. O engajamento dos torcedores é influenciado diretamente pelos resultados de dentro de campo. Trabalhei no clube por 5 anos, quando o Juventude ainda estava na série A. Entre os principais trabalhos que participei, foi a gestão que realizada com os patrocinadores, em especial a Fox Filmes. Ao invés da marca FOX, eles exploravam o nome dos filmes em lançamento em DVD. A cada 3 jogos, estes títulos eram trocados nas camisetas, bandeirão dos torcedores, placas de campo, banner no site e ativação no camarote. Era preciso montar os fardamentos baseados nos adversários, cor de camisetas etc. Além disso, haviam fatores emocionais. Certa vez o clube jogou com Viagem Maldita nas camiseta. O clube perdeu os 3 jogos com a camiseta. Também houveram títulos muito interessantes como a A Era do Gelo, Garfield, Quarteto Fantástico e outros.

Alguns dos curiosos patrocínios da Fox colocados na camisas do Juventude durante a gestão de Ricardo Brisotto.

MDF: A Tonificante já trabalhou com outras marcas além da 19Treze, pode contar um pouco sobre esses projetos?

RB: A Tonificante trabalha principalmente com construção de marcas e ações de experiência. Por isso o designativo que utilizamos a partir deste ano: Marcas Estimulantes. Criamos um conceito e depois levarmos ele de forma viva para o dia a dia dos clientes. Gostamos muito de ações que gerem impactos positivos para a sociedade. Entre os cases que gostamos de citar estão a transformação de uma faixa de segurança em lápis coloridos para a Livraria Emanuel. Para a Faculdade Murialdo, criamos o conceito: O Conhecimento Transforma. A cada acerto no vestibular dos vestibulandos, a faculdade doava 1kg de alimento para crianças em vulnerabilidade social.

>>Veja aqui outras entrevistas do MDF! <<

► Compre camisas do Juventude na Fut Fanatics

O que acharam do bate-papo com Ricardo Brisotto da Tonificante, empresa responsável pela criação da 19Treze, marca própria do Juventude?