MDF Entrevista: André Moura - Mourasport

O MDF Entrevista traz um bate papo com um cara especialista em reproduzir camisas antigas com 100% de fidelidade, incluindo etiquetas e selos especiais.

André Moura é dono da Mourasport, que faz sucesso com uma vasta coleção de camisas retrô produzidas artesanalmente, possuindo modelos consagrados na história do esporte bretão, como a camisa utilizada pela Seleção Alemã na conquista da Copa do Mundo de 1990.

Confira abaixo o bate-papo que tivemos com ele, no qual ele contou mais sobre esse trabalho:

Mantos do Futebol: André, como e quando você começou esse trabalho de produção de camisas retrô?

André Moura: Eu sempre colecionei revistas de futebol, como Placar e El Grafico, isso no final dos anos 80 e início dos 90. Eu via as camisas de times internacionais que saíam nas páginas e sonhava e tê-las, mas era quase impossível conseguir uma peça. A única maneira era ter algum conhecido que viajasse para o exterior, ou comprar nos catálogos, pois nas lojas vendiam camisas dos times do momento.

Mais ou menos em 1993 e comecei a desenhar os primeiros modelos que eu queria, que eram os mantos do Boca Juniors de 1981 e Peñarol de 1982. Funcionava assim: eu desenhava e uma costureira fazia pra mim, para eu usar no colégio, onde todo mundo perguntava que camisas eram aquelas. Era uma produção particular minha, saindo do papel para o objeto e tinha muito valor pra mim. Ninguém sonhava ou imaginava o que era camisa retrô e eu tinha o pensamento de um dia trabalhar com isso, sonhava em trabalhar um dia na Adidas, mas nunca imaginei desenvolver sonhos, como hoje.

MDF: Então você foi pioneiro na produção de camisas retrô aqui no Brasil?

Moura: As primeiras camisas retrô surgiram no Brasil em 1998, quando a Adidas lançou uma linha de seleções com o nome “Camisas reeditadas”.

Depois de um tempo surgiu a internet e comecei a postar fotos de alguns trabalhos meus, e foi aí que alguns colecionadores começaram a me procurar para reeditar algo. Isso foi crescendo, se espalhando e virou um negócio paralelo ao meu antigo emprego.

Aos poucos fui me dedicando à isso, pesquisando, desenhando, até que minha esposa se interessou e começou a trabalhar comigo, na parte da costura. Depois de alguns investimentos no negócio aumentamos a produção e nossa linha.

MDF: Como é feita a produção? Quanto tempo leva?

Moura: Trabalhamos sob encomenda, sob medida, ainda somos artesanal. Temos uma linha grande de camisas, com estoque frequentemente, mas fazemos de uma em uma, respeitando o perfil de cada cliente e a história daquele manto, por isso sempre pesquiso minuciosamente e faço diversos projetos antes de partir para a costura. Tenho que ficar atento ao material que era utilizado na época, as fontes, logomarcas, entre outros detalhes que fazem diferença. Tem camisa que fazemos em 1 hora, um dia, três dias, depende, cada uma tem uma história.

MDF: Quantas camisas diferentes você já fez?

Moura: Acredito que beiramos os 1000 peças artesanais, isso se contarmos o fato de um detalhe a mais fazer a camisa ser diferente. Entre clubes e seleções creio que de 200 a 300 modelos diferentes.

MDF: Qual o preço médio de seus produtos?

Moura: De R$ 99,90 à R$ 149,90, mas temos camisas especiais que podem passar desse valor, principalmente quando se personaliza.

MDF: Qual a camisa mais pedida até hoje?

Moura: Em matéria de seleções, as das Copas de 90 e 94. De clubes brasileiros é de tudo um pouco, mas cada clube tem uma que é a mais lembrada, como a do Flamengo do Mundial de 1981, a do Vasco com “patrocínio” do SBT, Fluminense de 1984, Botafogo de 1989, São Paulo do Raí, Palmeiras do Evair e por aí vai. Times estrangeiros como Boca e Peñarol são os recordistas.

MDF: E de todas as que você já produziu até hoje, qual sua favorita?

Moura: Com certeza as da Alemanha de 1990, Peñarol de 1982, River de 1986, Romênia de 1994, Uruguai de 1930 e Fluminense de 1952.

MDF: Hoje você consegue se manter apenas com esse trabalho?

Moura: Sim. O futebol é uma paixão mundial, e durante o ano inteiro temos material para exibir e fechar negócios. Sempre promovemos novos lançamentos como nossa estratégia. Uma boa divulgação nas redes sociais em matéria de atualizações, e marketing no exterior também nos permite fazer boas vendas na América do Sul e Europa. Mais importante que qualquer venda é trocar experiências, conhecer novos povos e fazer novos amigos, o que somente o futebol nos traz. Falamos línguas diferentes que outros povos mas nos entendemos muito bem se tratando desse esporte maravilhoso que é o futebol.

MDF: Como os interessados podem fazer encomendas?

Moura: É só nos achar em todas as plataformas digitais. Estamos sempre aptos a atender os futeboleiros, aos fanáticos e apaixonados por futebol. Para todos que gostam de futebol antigo, temos o que procuram.

Para conhecer o trabalho do André Moura é só entrar na página da Mourasport, clicando aqui. São vários modelos retrôs produzidos artesanalmente e com 100% de fidelidade aos originais. Não deixe de conferir!

>>Veja aqui outras entrevistas do MDF! <<

Gostaram do trabalho da Mourasport? Já adquiriu alguma camisa retrô fabricada por ele? Deixe aí o seu comentário!