O jornal alemão Der Spiegel publicou na última sexta-feira, um documento vazado pelo “Football Leaks” que afirma que o Real Madrid recebe cerca de 100 milhões de euros por ano em um acordo com a Adidas firmado em 2015. Curiosamente, este acordo nunca foi anunciado oficialmente pelas partes.

Segundo o documento publicado pelo jornal, no novo contrato, que teria duração de 2015 a 2024, a Adidas se comprometeria a pagar um valor fixo de 70 milhões anuais e 22,5% de todas as vendas de produtos oficiais feitos pela Adidas, com comissão mínima de 30 milhões de euros por temporada, ou seja, somando tudo, o clube madrilenho receberia da fornecedora alemã, no mínimo 100 milhões de euros por época, o que em 10 anos ultrapassaria a marca de 1 bilhão de euros.

Além disso, algumas metas por conquistas estariam estipuladas. Pelo título da Champions League, seriam mais 5 milhões de euros, que depois de 2020 seriam corrigidos para 7 milhões. Já pelo Campeonato Espanhol, mais 2,5 milhões de euros até 2020, depois disso o valor aumentaria para 3,5 milhões por título.

Outras cláusulas curiosas também foram reveladas. Uma de rebaixamento e outra relacionada às celebrações de títulos na Plaza de Cibeles, tradicional local de comemoração da torcida merengue.

Na primeira, caso rebaixado para a segunda divisão espanhola, o Real Madrid teria seu pagamento fixo diminuído para 65 milhões de euros no ano.

Atual camisa alternativa lançada pela Adidas, homenageia a Plaza de Cibeles

Já em relação à praça, o clube cederia para a Adidas, durante o contrato, o direito de organizar a festa do título e utilizar o espaço para ativações da marca. Vale lembrar que a atual terceira camisa do clube homenageia exatamente a Plaza de Cibeles.

A Adidas não quis comentar o assunto, já o Real Madrid se bastou a criticar a obtenção do documento de maneira ilegal.

► Compre a camisa do Real Madrid na Fut Fanatics

O que acham do suposto contrato bilionário entre Real Madrid e Adidas, vazado pelo Football Leaks?