Há algumas semanas, postamos aqui no Mantos do Futebol, um levantamento com os clubes que há mais tempo vestem uniformes da mesma fornecedora.

Já nesta semana fomos surpreendidos com a informação de que a Seleção da Irlanda deixará de vestir Umbro após 22 anos ao lado da marca inglesa que será substituída pela New Balance, que deve ser anunciada em agosto.

Veja também:

[+] Top 5: Fornecedoras brasileiras dos anos 90

Pensando nisso, resolvemos fazer mais um levantamento, e entender quais seleções tem as parcerias
mais longas com as fornecedoras de materiais esportivos. Confira!

Áustria – Puma 1978

Quando se fala em parcerias longevas entre fornecedoras de material esportivo você pensa em quem?
Se você respondeu Adidas e Alemanha, você errou. A Puma é parceira da Seleção da Áustria desde 1978 e detém o acordo mais duradouro entre seleções nacionais e marcas esportivas.

 

Alemanha e Adidas desde 1980

Poucas pessoas sabem, mas em 1970, foi a Umbro quem fez os uniformes para a seleção alemã. Já em 1978, foi a alemã Erima quem foi responsável por criar as peças e acabou sendo a primeira a estampar sua marca no kit alemão em uma Copa do Mundo.

A Adidas chegou no ano de 1980 e está até hoje ao lado da equipe tetracampeã mundial. O atual contrato vai até 2022 e é o mais valioso do mundo.

 

Espanha e Adidas desde 1992

Após vestir Adidas na Copa do Mundo em casa em 1982, a Espanha trocou de fornecimento esportivo e disputou os dois mundiais seguintes com o galinho da Le Coq Sportif ao peito. No entanto, 10 anos depois, após a Eurocopa, as três listras voltaram ao uniforme da Fúria para até hoje não mais sair.

 

República Tcheca e Puma desde 1994

Com a separação da Tchecoslováquia em 1993, o selecionado tcheco voltou a disputar competições internacionais no ano de 1994 com o nome de República Tcheca e desde então a Puma é a parceira da seleção.

 

Equador e Marathon desde 1994

A seleção que está a mais tempo com uma fornecedora na América do Sul é o Equador que veste a Marathon, fornecedora local,  desde 1994. Antes da Marathon, a Reebok assinava os uniformes dos equatorianos.

 

EUA e Nike desde 1995

O ano de 1995 marca a entrada da Nike no futebol e a seleção norte-americana foi o primeiro alvo da marca que passou a vestir os Ianques logo após o mundial que sediado no país em 1994, onde a equipe vestiu Adidas.

 

Holanda e Nike desde 1996

A Holanda também foi um dos primeiros alvos da Nike que substituiu a Lotto no fornecimento esportivo da seleção em 1996, logo após a disputa da Eurocopa. O atual contrato com a laranja mecânica vai até 2018.

 

Hungria e Adidas desde 1996

A Hungria é outra seleção que está há um bom tempo ao lado da Adidas. Após vestir a marca na Copa de 1978 e em boa parte da década de 80, a seleção vestiu Umbro nos anos 90, até que em 1996 a Adidas voltou a fabricar os uniformes da seleção que teve seu auge na década de 50, época onde as marcas não eram estampadas nas camisas.

 

Camarões – Puma 1996

Após vestir Mitre em 1994 e ter uma rápida passagem da Nike até a Copa das Nações Africanas de 1996, a Puma chegou ao selecionado camaronês e tem hoje a parceria mais longevas entre as equipes da África.

A parceria já teve alguns episódios polêmicos como o lançamento de uma camisa regata para a Copa do Mundo de 2002 e também um macacão em 2004. Em ambas as situações, a FIFA proibiu a utilização dos kits e no segundo caso puniu a Federação Camaronesa, por reincidência, com 6 pontos nas eliminatórias, o que acabou custando a vaga para o mundial da Alemanha em 2006.

 

Brasil – Nike 1997

Apesar de ter fechado contrato com a CBF em 1996, foi apenas em 1997 que a seleção brasileira utilizou uniformes da Nike pela primeira vez, substituindo a Umbro que tinha sido parceira na Copa de 94. Desde então foram um título mundial e muitas polêmicas em torno do contrato assinado entre as partes que já foi alvo até de uma CPI.

 

Portugal – Nike 1997

Outra seleção que a Nike puxou para o seu rol de parceiros em 1997 foi Portugal que na época vestia a marca Olympic. Recentemente o contrato foi renovado até o fim da Copa do Mundo de 2018.

 

Japão – Adidas 1999

Após vestir Asics em sua primeira Copa do Mundo em 1998, os Samurais Azuis passaram a vestir Adidas em 1999 e até então se qualificou para todos os mundiais seguintes utilizando as três listras em seu uniforme.

►Compre camisas de seleções na Fut Fanatics

E aí, gostaram do levantamento de parcerias mais longas entre seleções e fornecedoras? Esquecemos alguma? Comente aí!