Há exatos 35 anos, neste dia 2 de abril, iniciava a Guerra das Malvinas, conflito militar entre a Argentina e o Reino Unido que teve início em 1982.

Neste domingo, diversos clubes argentinos lembraram da guerra em suas camisas, em homenagem aos soldados que lutaram pela incorporação do território à Argentina.

Estudiantes de La Plata, Godoy Cruz, All Boys e Club Atlético Claypole, foram algumas das equipes que colocaram alguma menção à data em suas camisas nos jogos deste final de semana.

Outros clubes fizeram homenagens antes de seus jogos e mostram que mesmo após 35 anos após o final do conflito, os argentinos ainda não aceitam o fato do arquipélago, situado a 464km da costa do país, ainda fazer parte do Reino Unido.

História

As Ilhas Malvinas, ou Ilhas Falkland, como é conhecida nos países com língua inglesa, pertencem ao Reino Unido desde 1833, quando após a independência da Argentina, nosso país vizinho enviou os primeiros colonos e iniciou um governo local. Contrariados e se dizendo os descobridores da Ilha, os britânicos que tinham a mais poderosa marinha do mundo, tomaram o controle do arquipélago.

Em 1982, os argentinos liderados pelo ditador Leopoldo Galtieri, retomaram o controle das ilhas e declararam guerra aos ingleses. A guerra no entanto, durou um pouco mais de 2 meses, já que com ampla superioridade militar, o Reino Unido conseguiu rapidamente retomar o domínio das Malvinas.

Ao todo, 649 argentinos perderam suas vidas, enquanto os britânicos tiveram baixa de 258 soldados.

Desde 2012, a Argentina tenta retomar o diálogo com a Inglaterra sobre o caso, mas o país europeu sempre recusa prontamente as negociações.

Em 2014, a Seleção Argentina protestou antes de jogo e a AFA foi multada pela FIFA em cerca de R$ 75mil

►Compre camisas de clubes sul-americanos na Fut Fanatics

O que acharam das homenagens dos clubes argentinos pelos 35 anos da Guerra das Malvinas?