Estado islâmico proíbe o uso de camisas de futebol

Estado Islâmico é um grupo terrorista conhecido por defender fundamentos radicais do islamismo. Eles são conhecidos por utilizar táticas violentas contra pessoas que não seguem a sharia (conjunto de leis islâmicas que são baseadas no Alcorão), como a decapitação e outros atos que provocam a indignação e o medo em todo o mundo.

Segundo o Mundo ESPN noticia nesta quinta-feira, o radicalismo do grupo chegou enfim ao futebol, ou mais especificamente, às camisas de futebol.

Em comunicado, a organização proibiu o uso de camisas de futebol pelos seus combatentes, com a punição de 80 chibatadas para quem desobedecer a regra.

Cartaz ISIS proíbe o uso de camisas de futebol

No documento distribuído entre seus membros, aparecem escudos de alguns dos times mais famosos do mundo, como Barcelona, Milan e Real Madrid e de bandeiras de países como Inglaterra, EUA, França e Alemanha, alguns dos mais poderosos e principais alvos do grupo.

No mesmo cartaz foram inseridos também o logotipo de Nike e Adidas, as duas maiores fornecedoras de materiais esportivos do mundo, no entanto, toda e qualquer camisa de futebol que esteja ligada ao mundo ocidental está determinantemente proibida, já que o intuito é barrar qualquer influência do mundo ocidental.

► Compre camisas de futebol na Fut Fanatics

O que acha do fato do Estado islâmico proibir o uso de camisas de futebol entre seus combatentes?