Fluminense cria programa de doação para camisas Adidas 2016

Como divulgamos na última semana aqui no MDF, a Adidas enviou cerca de 50 mil peças restantes do contrato com o Fluminense, que estavam acordadas na época da rescisão. A empresa alemã não queria o prejuízo de ter produzido os uniformes e “jogar fora”, e os vendeu ao clube carioca. Mas por contrato, o Flu não pode vender o material que nunca será lançado.

Então o tricolor das laranjeiras uniu o útil ao agradável: precisando de dinheiro para a construção do CT na Barra da Tijuca, o Fluminense decidiu arrecadar doações em troca das camisas modelo 2016. Já são cerca de R$40 mil arrecadados.

A ação foi realizada pela primeira vez em 9 de abril, quando sócios do Fluminense foram ao terreno, localizado na Barra da Tijuca, acompanhar as obras, em um evento organizado pelo clube. No almoço de confraternização, o vice de projetos especiais Pedro Antônio Ribeiro da Silva surpreendeu a todos com as camisas até então inéditas. Em média, cada torcedor doava ao clube R$ 200 e recebia em troca uma peça. O Fluminense planeja repetir a estratégia na final da Primeira Liga, quarta-feira, em Juiz de Fora, contra o Atlético-PR.

O enxoval será destinado também a outras áreas do clube que não o futebol profissional, como categorias de base em Xerém e os esportes olímpicos. A Dryworld já estava ciente da situação.

► Compre a camisa do Fluminense na Fut Fanatics

O que vocês acharam da ação do Fluminense, doando as camisas Adidas 2016 em troca de um valor simbólico?