Ivair Ferreira O Príncipe

O Mantos do Futebol teve o prazer de bater um papo com um dos maiores jogadores do futebol brasileiro, um craque que destilou seu talento vestindo os mantos da Portuguesa, Corinthians e Fluminense, em uma época onde o futebol brasileiro era o berço dos maiores gênios do planeta.

Nascido em Bauru no interior do estado de São Paulo, Ivair Ferreira ou “O Príncipe” é um ex-jogador de futebol, mais que isso, Ivair foi um grande meia/atacante, provavelmente um dos melhores de seu tempo.

O Príncipe – apelido que ganhou do Rei – encantou-nos com sua técnica e faro de gol. Um dos maiores ídolos da Lusa, com passagens brilhantes pelo Corinthians e também pelo Fluminense, além de jogar ao lado de feras como o “Pantera Negra” Eusébio no Toronto Metros-Croatia e Pelé na Seleção Brasileira.

E agora tivemos a oportunidade de batermos um papo com essa lenda viva do futebol tupiniquim, falamos sobre sua carreira, seus ídolos, o futebol moderno e é claro, sobre camisas de futebol.

O Príncipe e o Rei em resenha durante treino da Seleção Brasileira
O Príncipe e o Rei em resenha durante treino da Seleção Brasileira (Reprodução: Site Ivair Ferreira)

MANTOS DO FUTEBOL: Ivair, conte-nos a origem de seu apelido: O Príncipe?

IVAIR FERREIRA: Foi ao final de uma partida em que a Portuguesa derrotou o Santos e eu tive a felicidade de marcar 2 gols e fui honrado ao ouvir o Pelé elogiar a minha atuação para os repórteres no final do jogo e comentar que eu poderia ser considerado “O Príncipe”.

Ivair com a camisa de Portuguesa, Corinthians e Fluminense
Ivair com a camisa de Portuguesa, Corinthians e Fluminense (Reprodução: Site Ivair Ferreira)

MDF: O Mantos do Futebol é um site que fala sobre camisas de futebol, então conte-nos quais foram os mantos mais importantes da sua carreira, quais você considera os mais bonitos, quais gosta mais, e por quê?

IVAIR: Foram vários e todos muito importantes, desde o da Portuguesa onde eu comecei, passando pelos das Seleções Paulista e Brasileira indo até o dos times dos Estados Unidos onde encerrei a minha carreira. Na Portuguesa gosto da listrada que lembra os tempos áureos e também da Branca, inclusive, no próximo mês lançarei a minha camisa réplica pela Retrô Mania e será o modelo Branco. A listrada tanto no Corinthians quanto no Fluminense, também, são as minhas favoritas, no Canadá a vermelha do Toronto Metros era muito linda, tenho um carinho especial por esta, pois foi um momento diferente da minha carreira onde tive a oportunidade de morar pela primeira vez fora do Brasil.

Metros-Croatia 1976 onde jogou ao lado do português Eusébio
Metros-Croatia 1976 onde jogou ao lado do português Eusébio (Reprodução: Site Ivair Ferreira)

MDF: Existe algum manto que você gostaria de ter vestido?

IVAIR: Acredito que de todos os clubes que em algum momento demonstraram interesse no meu futebol, Botafogo do Rio, Atlético Mineiro, Santos, seria uma honra ter jogado por estas equipes.

MDF: Qual foi o momento mais especial da sua carreira?

IVAIR: Em quase todos os meus jogos de estreia eu consegui marcar, Portuguesa, Corinthians, Fluminense, Paysandu, eu sempre marcava um golzinho. O meu primeiro título na carreira que foi pelo Fluminense em 1971, também, foi muito especial.

Com a camisa do Fluminense, Ivair tenta passar pela marcação de Moisés, zagueiro do Vasco
Com a camisa do Fluminense, Ivair tenta passar pela marcação de Moisés, zagueiro do Vasco (Reprodução: Site Ivair Ferreira)

MDF: Quais são as mudanças mais significativas que você observa no futebol de hoje em relação ao de sua época?

IVAIR: Hoje é muita correria, o pessoal foca mais na força do que na habilidade e tem muito interesse econômico envolvido, precisa ser amigo ou conhecido de alguém pra jogar.

MDF:  O senhor é bem ativo nas redes sociais, sempre posta fotos de jornais da época em que jogava, faz analises sobre os jogos, conta histórias, revive momentos marcantes de sua carreira, além de músicas de muito bom gosto. Você acha que essa garotada faz bom uso desta ferramenta?

IVAIR: Eu conto muito com a ajuda do meu filho na coleta e publicação do material. Acho importante o resgate da história e mesmo com muita informação disponível, tem muita garotada que só quer saber de vídeo game e mais nada, não se preocupam com o passado.

Ivair Ferreira Corinthians 1970
Ivair Ferreira jogando no Corinthians de Rivellino em 1970 (Reprodução: Site Ivair Ferreira)

MDF: Na sua opinião, quais foram os melhores jogadores que jogaram ao seu lado?

IVAIR: Eu fui um privilegiado e ter jogado com craques como Pelé, Rivelino e Eusébio para citar ídolos incontestáveis. Se eu fosse colocar a lista completa seriam times inteiros, pois naquela época, as equipes eram formadas por verdadeiras seleções.

Ivair com a camisa da Portuguesa década de 60
Ivair com a camisa da Portuguesa década de 60

MDF:  Quais foram os seus grandes ídolos?

IVAIR: Todo o time da Portuguesa de 1962! Tive a honra de jogar e aprender com craques que eu admirava desde criança.

MDF: Você ainda acompanha de perto o futebol?

IVAIR: Sim, gosto muito de acompanhar as partidas na televisão e nos campos de várzea, tem muita molecada boa esperando por uma oportunidade.

MDF: Qual é a sensação que o senhor sente ao saber que ainda existem jovens que nutrem curiosidade, respeito e admiração por sua carreira? Mesmo sem ter tido a oportunidade de vê-lo jogar.

IVAIR: Isso me deixa muito feliz, pois ao mesmo tempo que alguns se preocupam mais com joguinhos, celular, estas coisas, outros utilizam a tecnologia para ganhar conhecimento do passado, presente  e melhorar o futuro

Camisa retrô Portuguesa Ivair Ferreira
Camisa retrô da Portuguesa em homenagem a Ivair Ferreira

MDF: Caso o senhor queira falar sobre algum projeto que está desenvolvendo, ou algo do tipo, sinta-se a vontade, publicaremos com prazer.

IVAIR: Muito obrigado e sempre que precisar estarei à disposição. Fiquem ligados no lançamento da minha camisa retro e do filme com a história da minha carreira que será lançado no ano que vem.

Relembre um dos jogos épicos no qual Ivair marcou um “hat-trick” com a camisa da Portuguesa em jogo contra o Corinthians em 1966.

► Para saber mais sobre Ivair Ferreira, visite seu site oficial, ou acompanhe sua página oficial no Facebook.

☺ Texto escrito por Marcel Giovananni, torcedor do Milan, fã de futebol italiano e um grande saudosista dos craques do passado, acredita que em breve o futebol na bota e no Brasil voltarão a ser protagonistas.