Com alta rejeição Warrior deve dar lugar a New Balance

A história da Warrior Football parece que está mesmo chegando ao fim e dona da marca, a New Balance está voltando mesmo para o futebol.

A primeira vez que a possibilidade foi ventilada aconteceu em agosto deste ano quando a revista Anfield Wrap, especialista no dia a dia do Liverpool, principal clube da marca, afirmou que a troca aconteceria para a próxima temporada. O motivo: a grande rejeição que os fãs criaram em relação a Warrior, muito devido aos seus uniformes bastante espalhafatosos principalmente em opções reservas e alternativas.

Camisas do Liverpool 2015-2016 New Balance

O que no início não passava de um boato, começou a parecer bastante real quando vazaram em meados de outubro, mock-ups das camisas do Liverpool 2015-2016 já assinadas pela New Balance e antecipadas pelo mesmo torcedor que vazou acertadamente os modelos 2014-2015.

Fellaini e Ramsey usam chuteiras New Balance
Fellaini e Ramsey usam chuteiras New Balance

Mas nesta semana semana veio a confirmação, isso porque jogadores patrocinados pela Warrior começaram a utilizar em treinos chuteiras assinadas pela New Balance, entre eles Marouane Fellaini do Manchester United e Aaron Ramsey do Arsenal.

A NB já esteve neste ramo futebolístico nos anos 80 e 90 quando chegou a patrocinar alguns clubes tendo como caso mais famoso o Swansea City que hoje disputa a Premier League.

Camisa do Swansea City - New Balance 1999-2000
Camisa do Swansea City – New Balance 1999-2000

Com a mudança várias equipes teriam seus mantos fornecidos pela New Balance na próxima temporada. Além do Liverpool, Porto, Sevilla, Emelec, Stoke City, Randers FC, Sagan Tosu, Shamrock Rovers, N.E.C. Niejmegen, e o Odds BK são as equipes que hoje em dia vestem Warrior.

Além disso diversos jogadores de primeira linha do futebol mundial são patrocinados pela marca, além dos já citados acima estão o belga Vincent Kompany, o australiano Tim Cahill, o marfinense Kolo Touré e o volante brasileiro Fernando Reges, hoje no Manchester City.

O que acharam da transformação da Warrior em New Balance?