Palmeiras e adidas

O Palmeiras e a adidas estão conversando e devem chegar a um novo acordo para estender o atual contrato que termina em dezembro deste ano. Ambos os lados querem a renovação, no entanto o grande empecilho continua sendo o valor a ser pago pela fornecedora ao clube alviverde.

Segundo PVC em sua coluna de hoje, o novo contrato deve ser de apenas dois anos isso porque o Palmeiras exige um valor próximo ao do que o Flamengo recebe (R$ 30 milhões/ano), o pedido de Paulo Nobre para a adidas teria sido um contrato longo de 10 anos com valores parecidos ao que o rubro-negro carioca recebe da marca, algo que dificilmente irá acontecer. A exigência palmeirense é explicada em números, já que o clube baliza seu pedido no número de vendas de camisas que é muito superior ao do tricolor carioca e neste ano de centenário superou inclusive as vendas de produtos do Flamengo.

No entanto, os dirigentes pendem a aceitar uma proposta menor e com um tempo de contrato mais curto que fará com que o clube seja o segundo mais bem pago pela marca das três listras no Brasil, superando o Fluminense que hoje recebe em torno de R$ 20 milhões/ano.

Conta a favor da fornecedora alemã, o bom relacionamento que ela tem com o Palmeiras, e o fato de outras empresas como Puma e Under Armour terem sondado o clube mas feito propostas muito aquém do que a diretoria alviverde esperava.

Apesar da renovação já estar adiantada, a definição e a assinatura do novo contrato só devem acontecer após as eleições do clube que ocorrem daqui um mês, mais precisamente no dia 29 de novembro.

Gostariam de ver Palmeiras e adidas juntos por mais alguns anos?