História da camisa do Santos

Em 14 de abril de 1912, três esportistas da cidade de Santos (SP) fundaram um dos clubes mais emblemáticos e famosos do planeta: o Santos Futebol Clube. Antes de vestir o tradicional branco, o clube da Vila mais famosa do mundo foi, acredite se quiser, tricolor! O primeiro manto da equipe foi listrado em azul e branco com frisos dourados.

primeiracamisatricolor
Primeira da história do clube, esta é a camisa tricolor do Santos em 1912.

Depois de alguns meses, os dirigentes santistas perceberam que era bem difícil confeccionar uniformes nessas cores e decidiram estabelecer dois novos uniformes: o primeiro seria composto por camisa branca com listras verticais pretas, calções e meias brancas. O segundo, inteiramente branco. Com isso, o Santos passou a vestir o alvinegro a partir de 1913.

Listrada, surge a primeira camisa alvinegra do Santos em 1913.
Listrada, surge a primeira camisa alvinegra do Santos em 1913.

Mas, como o preto desbotava com o tempo e as frequentes lavagens, a equipe fez do então uniforme reserva o titular e a clássica camisa branca do Peixe virou o manto característico do esquadrão paulista. Nas décadas seguintes, o Santos fez da sua vestimenta branca conhecida no mundo inteiro graças ao brilho e talento do time dos anos 60, comandado por Pelé e Cia.

Camisas utilizadas pelo rei Pelé na década de 60.
Camisas utilizadas pelo rei Pelé na década de 60.

O clube é um dos poucos a não ousar em seus uniformes e quase sempre teve como padrão ora a camisa branca, ora a listrada em listras finas ou grossas. Na década de 90, a equipe foi na onda dos uniformes extravagantes da época e jogou algumas partidas com calções totalmente atípicos e bem inusitados como xadrez, cheio de estrelas e mesclado em preto e branco, o que dava combinações pra lá de estranhas ao conjunto de jogo do time. No final da primeira década dos anos 2000, o Santos lançou uma camisa azul escura em 2008 como terceiro uniforme, além de uma preta com listras cinzas em 2009 e uma toda preta em 2010, ambas alternativas ao branco e ao listrado.

camisa azul escura do Santos em 2008
Kléber Pereira, ex-jogador santista, usando a camisa azul escura em 2008.

Nas comemorações do centenário, o Santos resgatou o azul e lançou um terceiro uniforme todo nesta cor e que acabou se transformando na opção número 2 em vários dos jogos do time na temporada de 2012, fato que gerou algumas críticas por parte da diretoria e da torcida, que prefere ver seu glorioso alvinegro praiano com as cores que tão bem lhe vestem há mais de cem anos: o branco da paz e o preto da nobreza.

Camisa azul clara do Santos no centenário em 2012.
Uniforme reserva santista no centenário em 2012.

Este texto foi escrito por Guilherme Diniz do blog Imortais do Futebol. Gostou ou gostaria de ver a história de algum clube em específico? Deixe sua opinião no comentário. E curta a fan page do Imortais: