Com o lançamento da camisa Nike da Inglaterra fomos atrás dos contratos mais valiosos entre seleções e fornecedoras. Você sabe quem recebe mais para ter suas camisas fabricadas pelas marcas mais famosas do mundo esportivo? A americana Nike e a alemã Adidas dominam o ranking, no entanto há um intruso. Confira abaixo:

Contratos mais valiosos entre seleções e fornecedoras

A França que em 2011 trocou a Adidas pela Nike, conseguiu barganhar o maior valor pago a uma seleção no mundo, o contrato entre os franceses e a empresa americana vai até 2018 e gira em torno de R$ 112 milhões por ano. Em segundo lugar com R$ 77 milhões vem a Inglaterra que acaba apresentar o novo fornecedor, no entanto a atual fornecedora herdou o contrato que a Umbro tinha com os ingleses, devido a Nike ser dona da fornecedora inglesa no ano em que o contrato foi renegociado, na separação das marcas os americanos ficaram com os direitos de fabricar os uniformes do English Team. A Alemanha é a terceira colocada no ranking e a que mais recebe dos alemães da Adidas com R$ 68 milhões/ano. Em quarto lugar aparece a seleção brasileira que recebe aproximadamente R$ 65 milhões por temporada em um contrato recentemente renovado até 2027. A Espanha campeã mundial aparece em quinto em um contrato de R$ 62 milhões/ano. Em sexto aparece a única seleção que não veste as líderes do mercado, a Itália tem um belo contrato com a Puma na qual embolsa R$ 53 milhões por ano. Completam a lista russos, holandeses, americanos e nossos hermanos argentinos na décima colocação.

Como você avalia os contratos mais valiosos entre seleções e fornecedoras?